SEPMulheres realiza mais de 600 atendimentos nos 22 municípios acreanos

Ações têm garantido o fortalecimento das ações de combate à violência contra a mulher (Foto: Cedida)
Ações têm garantido o fortalecimento das ações de combate à violência contra a mulher (Foto: Cedida)

A garantia dos direitos humanos das mulheres, inclusão socioprodutiva, municipalização e fortalecimento da política de gênero e o controle social, são os pilares de atuação das políticas públicas de governo, desenvolvidas pela Secretaria de Políticas para Mulheres (SEPMulheres).

Mulheres trabalhadoras em busca de seus direitos (Foto: Cedida)
Mulheres trabalhadoras em busca de seus direitos (Foto: Cedida)

Um extenso trabalho já foi desenvolvido nestes primeiros meses. Uma dessas ações foi o atendimento itinerante de 603 mulheres pelos Centros Especializados de Atendimento à Mulher (Ceams) nas áreas de saúde, assistência social, situações de violência doméstica e sexual.

Mulheres rurais, ribeirinhas, extrativistas e indígenas dos locais mais longínquos dos 22 municípios do Acre, também foram atendidas com ações de cidadania e com informações sobre a Lei Maria da Penha.

Combate à violência contra a mulher

Outra ação relevante promovida pela SEPMulheres foi realizada em parceria com o Ministério Público Estadual, Polícia Rodoviária Federal e Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Seds) que identificaram 30 casos graves de violência contra a mulher residentes no quilômetro 35 da BR 317.

Trabalho de parceria garante o sucesso das ações (Foto: Cedida)
Trabalho de parceria garante o sucesso das ações (Foto: Cedida)

Visando diminuir estes problemas, um mutirão foi criado com 300 pessoas que participaram das rodas de conversas sobre a Lei Maria da Penha, aposentadoria e benefícios para a trabalhadora rural, homens pelo fim da violência, saúde da mulher e o planejamento familiar.

Para a titular da pasta, Concita Maia, “o governo do Estado, por meio da SEPMulheres e das instituições parceiras, tem promovido o fortalecimento e a garantia das condições para que as mulheres possam romper o ciclo da violência em suas vidas”.

Merece destaque também um trabalho em conjunto com a Secretaria de Polícia Civil que foi a implantação em Sena Madureira, Brasileia e Tarauacá de Núcleos de Atendimento às Mulheres nas delegacias de polícia, com profissionais do sexo feminino para realizar o acolhimento das mulheres que precisarem de ajuda.