Corpo técnico

Governo e Fieac assinam termo para garantir a internacionalização da indústria

Na sede da Federação das Indústrias do Acre (Fieac) foi firmado, na tarde de quinta-feira, 5, o acordo de cooperação da entidade com a Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Seict), visando o desenvolvimento da internacionalização das empresas/indústrias acreanas junto ao Núcleo de Apoio ao Comércio Exterior (Nacex). O secretário Anderson Abreu assinou o termo após a explanação de membros da Fieac, entre eles o presidente José Adriano Ribeiro da Silva, com a participação do coordenador de Relações e Incentivo à Indústria e Comércio da Seict, Francisco Ernandes Negreiros.

Titular da Seict, Anderson Abreu, com representantes da Fieac e o coordenador Ernandes Negreiros Foto: cedida

“Estamos (Seict) articulando parcerias com as instituições, como a Fieac e o Sebrae, pois entendemos que todos devem estar envolvidos em prol do desenvolvimento do estado do Acre, com o objetivo de trazer emprego e renda aos cidadãos. Para isso dar certo, precisamos do apoio e cooperação, o que temos nessa relação firmada com a Fieac, gerando benefícios para todos”, afirma Anderson Abreu.

Assinatura do termo de cooperação técnica feita pelo secretário Anderson Abreu Foto: cedida

O termo de cooperação técnica entre a Secretaria de Estado de Indústria, Ciência e Tecnologia e a Federação das Indústrias do Estado do Acre envolve, entre outras atribuições,  a disponibilização de corpo técnico especializado em comércio exterior por parte da Seict, e apoio na mobilização de aprovação de ações pela Fieac.

Mutirão Ambiental

Na agenda de ontem, ainda houve a participação dos representantes da Seict na reunião sobre o Mutirão Ambiental, a ser realizado entre os dias 23 a 27 de março na cidade de Cruzeiro do Sul. A iniciativa está sendo organizada pelas Secretarias de Estado de Meio Ambiente (Sema), Produção e Agronegócio (Sepa), Seict, além do Instituto de Meio Ambiente (Imac), Instituto de Terras (Iteracre), o Incra, a prefeitura de Cruzeiro do Sul, a Associação Comercial e cooperativas. As associações rurais também estão empenhadas no evento, que terá estrutura com capacidade para atender mais de duas mil pessoas.

Participação da Seict na reunião sobre o Mutirão Ambiental Foto: cedida