TV do BID entrevista Binho Marques para documentário sobre sustentabilidade

Projetos do Banco Interamericano de Desenvolvimento no Acre estão entre os melhores e mais destacados, inclusive com premiação internacional

foto_sergio_vale__3.jpg

Entrevista será veiculada em emissora de TV e rádio (Foto: Sérgio Vale/Secom)

O governador Binho Marques concedeu nesta quarta-feira, 24, entrevista para a jornalista Dana Flor, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), sobre as experiências de sustentabilidade do Acre. A entrevista ao TV BID será veiculada nos próximos dias no canal de TV CNN em espanhol e na rádio CBN. O BID mantém no Acre projetos ligados ao desenvolvimento sustentável que se destacam pela eficiência e objetividade, tendo inclusive recebido premiação nos Estados Unidos.

Entre outras questões, Dana Flor quis saber o que é o Governo da Floresta. "É o governo dos povos da floresta. É um governo socioambiental que defende o desenvolvimento econômico sustentável", respondeu Binho Marques. O diferencial do Acre em relação aos outros Estados também foi abordado por Dana Flor. "A diferença é povo. O Acre poderia estar destruído mas tem um povo com identidade da floresta. Nossas cidades são cidades da floresta. Valorizamos muito  nossas tradições, temos orgulho dos nossos índios", explicou o governador, reafirmando que ao chegar ao governo o atual projeto político já detinha experiência de vários anos no planejamento e gestão, construída com os ideais de Chico Mendes.

No contexto dos tempos atuais, o Acre caminha para uma nova economia. Nos anos de 1970/80 havia conflito entre preservar e manejar a floresta, o que praticamente não existe mais.  O Acre defende o manejo porque está na base do socioambientalismo e permite o repovoamento da mata.  Árvores em crescimento seqüestram mais carbono, e este é um aspecto ambiental importante que se agrega.

A partir desses conceitos, os avanços são visíveis: o Acre disputava as últimas colocações no ranking nacional de educação mas hoje perfila-se entre os melhores e mais eficientes. Além disso, apenas para citar poucos exemplos, Rio Branco é hoje uma cidade coberta com sinal de internet grátis, um caso raro entre as capitais.

Com recursos do BID foram implantadas várias obras e programas em todo o Estado, das quais podem ser ressaltadas o asfaltamento de 70 quilômetros na BR 364 entre Cruzeiro do Sul e Feijó; a implantação do Complexo Florestal do Rio Gregório com a construção de duas Unidades de Gestão Ambiental Integrada (UGAI), em Tarauacá;  a Floresta Estadual do Antimary, em Bujari; fomento à avicultura em Brasiléia; e mais de 360 fogões geradores de energia elétrica.