Seminário discute educação profissional para fortalecimento do setor produtivo

Renata Silva, secretária de Ciência e Tecnologia, destaca parceria do governo do Estado na qualificação profissional (Foto: Leônidas Badaró/Secom)
Renata Silva, secretária de Ciência e Tecnologia, destaca parceria do governo do Estado na qualificação profissional (Foto: Leônidas Badaró/Secom)

O Instituto Federal do Acre (Ifac) realiza nesta quinta-feira, 21, o Seminário Educação Profissional e Tecnológica do campo do Acre. Representantes de diversas secretarias do governo do Estado participaram da abertura do seminário, realizado na Escola da Floresta na Estrada Transacreana. A qualificação profissional é, hoje em dia, um dos principais gargalos para o desafio de aumentar a produção agrícola no estado.

“Esses estudantes são o futuro da assistência técnica no Acre. Somos parceiros do Ifac para que eles tenham a melhor qualificação possível”, destaca Glenilson Figueiredo, titular da Secretaria de Extensão Agroflorestal e de Produção Familiar (Seaprof).

Com a qualificação, a Secretaria de Pequenos Negócios (Sepn) espera ainda mais sucesso no programa de apoio aos empreendedores. “Na área de pequenos negócios rural, uma das nossas principais demandas é a qualificação. Se a mão de obra for qualificada, vamos ter ainda mais sucesso nos empreendimentos que apoiamos”, afirma Henry Nogueira, gestor da SEPN.

O Ifac possui seis campi, sendo dois em Rio Branco e outros quatro em Cruzeiro do Sul, Sena Madureira, Tarauacá e Xapuri. Em 2015, a previsão é de uma oferta para cinco mil novos alunos. “Nosso objetivo com esse encontro é discutir as diretrizes para a educação no campo. Queremos fazer uma avaliação da educação que estamos oferecendo”, afirma Rosana Cavalcante, reitora do Ifac no Acre.

E o que não falta é gente interessada em se qualificar. Um exemplo é o estudante xapuriense João Paulo Feitosa, que faz o curso técnico em biotecnologia e o superior em gestão ambiental. “Pra gente que é estudante e vai daqui um tempo entrar no mercado de trabalho é muito importante esse tipo de atividade”, enfatiza.