Seminário debate Práticas Sustentáveis na Administração Pública

O seminário apresentou resultados alcançados pelas instituições públicas (Foto: Diego Gurgel/Secom)
Seminário apresentou resultados alcançados pelas instituições públicas (Foto: Diego Gurgel/Secom)

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), realizou nesta terça-feira, 7, no auditório da Biblioteca da Floresta, o segundo Seminário sobre Práticas Sustentáveis na Administração Pública. A atividade teve início com o plantio simbólico de mudas.

O evento, que compõe a programação da Semana do Meio Ambiente, reuniu representantes das 20 instituições que aderiram, em junho do ano passado, ao decreto da Agenda de Práticas Sustentáveis na Administração Pública (A3P), publicado pelo governador Tião Viana.

O documento instituiu cinco metas que deveriam ser cumpridas no período de um ano: redução em 20% do uso de papel; eliminação da utilização de copos descartáveis, incentivando o uso de garrafas e canecas; implementação da comissão responsável por monitorar as metas; substituição de torneiras comuns por econômicas e destinação do papel utilizado para reciclagem.

O evento iniciou com plantio simbólico de mudas (Foto: Diego Gurgel/Secom)
O evento iniciou com plantio simbólico de mudas (Foto: Diego Gurgel/Secom)

Segundo o secretário de Estado de Meio Ambiente, Edegard de Deus, a administração pública deve ser exemplo de sustentabilidade institucional.

“O governo tem que ser exemplo, por meio de seus servidores, do uso consciente dos recursos naturais e resíduos sólidos. São pequenas atitudes individuais que tornam a administração pública com melhores condições de trabalho e mais saudável e ainda contribuem para uma cidade e planeta mais sustentáveis”, destacou.

Durante o seminário, os gestores apresentaram os resultados alcançados no prazo estipulado e se comprometeram desenvolver novas práticas sustentáveis que, além de otimizar os recursos públicos, elevam a qualidade do ambiente de trabalho e têm impacto positivo para o meio ambiente.

Solange Chalub, diretora da Secretaria de Estado de Gestão Administrativa (SGA), explica que todas as repartições ligadas à instituição aderiram ao decreto. “Nós assumimos a filosofia de redução do consumo de resíduos sólidos. Adotamos a prática do uso de canecas, evitamos o desperdício de água com a substituição das torneiras e estamos com toda nossa equipe empenhada no cultivo de plantas.”

Novas metas e adesões

A reciclagem de papel é uma das metas previstas na A3P (Foto: Diego Gurgel/Secom)
Reciclagem de papel é uma das metas previstas na A3P (Foto: Diego Gurgel/Secom)

Durante o Seminário de Práticas Sustentáveis, três novas instituições aderiram à A3P – Instituto de Mudanças Climáticas (IMC), Companhia de Desenvolvimento dos Serviços Ambientais (CDSA) e Casa Civil.

As cinco metas anteriores continuarão sendo implementadas e desenvolvidas, mas a partir de agora as instituições também vão executar outras três diretrizes, que consistem na redução em 5% do consumo de energia elétrica, na classificação e destinação seletiva dos resíduos sólidos (papel, plástico, orgânicos e outros) e na realização de eventos de sensibilização para servidores, com o propósito de estimulá-los a aderir a práticas sustentáveis.