Segurança Pública instala gabinete de crise para combater o crime

A atuação desse gabinete é para traçar estratégias no combate ao crime (Foto: Assessoria Sesp)
A atuação do gabinete é para traçar estratégias no combate ao crime (Foto: Assessoria Sesp)

O Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) do Acre convocou na manhã desta quarta-feira, 17, os chefes das forças policiais e de fiscalização para a instalação do Gabinete Integrado de Gerenciamento de Crise (GIGC), a fim de combater a tentativa de ataques ocorridos na madrugada de hoje.

O GIGC é composto pelas polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) e Instituto Socioeducativo (ISE).

Também participaram os representantes das polícias Federal (PF) e Rodoviária Federal (PRF), além do Exército Brasileiro, Superintendência de Trânsito de Rio Branco (RBTrans) e Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), que sempre atuam em parceria como o Estado.

“O Gabinete de Crise foi instalado hoje e funcionará por tempo indeterminado. A atuação desse gabinete é para traçar estratégias no combate ao crime e ao vandalismo. Não iremos baixar a guarda para criminosos, e estamos colocando todo o nosso efetivo nas ruas com força máxima”, disse o secretário de Estado de Segurança Pública, Emylson Farias.

A ação vem em resposta aos ataques ocorridos na madrugada desta quarta-feira, 17, em Rio Branco, com tentativas de incêndios em residências, veículos e órgãos públicos.

Farias diz ainda que ações ostensivas, com instalações de barreiras de fiscalização em vários pontos da cidade, além de abordagens a transeuntes, ciclistas e motociclistas em situações suspeitas, já estão sendo realizadas.

“Tomamos várias medidas para dar uma resposta célere à população acreana, e os responsáveis por esses incêndios já estão identificados e nas próximas horas serão presos”, enfatizou.

Além de toda a preparação para essa ação ostensiva, há também um trabalho de fiscalização que o Corpo de Bombeiros realizará nos postos de combustíveis.

A ideia é controlar a venda de produtos inflamáveis que são acondicionados em recipientes, como corotes e galões.

Prevenindo a população

“Outro detalhe importante é que dentro dos transportes coletivos colocaremos policiais para garantir a ida e vinda da população que utiliza esse meio para trabalhar, estudar e outros fins”, declarou o secretário.

Quem tiver algum tipo de informação sobre suspeitos pode ligar para o Disque Denúncia, pelo 181. “É importante salientar que a denúncia pode ser realizada de qualquer lugar do Acre. Nossos atendentes registram e a encaminham para a autoridade competente sem que a identidade do denunciante seja revelada, mas que a população evite passar trotes, pois essa prática é crime”, recomendou.