aprendizado

Saúde promove capacitação sobre novo modelo de acesso aos medicamentos para hepatites virais 

Considerando o processo de transferência e novo modelo de acesso aos medicamentos disponibilizados pelo Ministério da Saúde para tratamento das hepatites virais na atenção primária em saúde (APS), a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), por meio do Núcleo Técnico de Infecções Sexualmente Transmissíveis, está promovendo uma capacitação que se estende até a sexta-feira, 17.

A capacitação está ocorrendo no auditório do Hotel Lumini, em Rio Branco. Foto: Cedida

De acordo com a responsável pelo núcleo, Suilany Souza, a capacitação visa a implementação de ações que fazem parte do plano de ação elaborado pelo Estado, em parceria com a Organização Panamericana de Saúde (Opas) e Ministério da Saúde.

“Visamos fortalecer as ações que já vêm sendo executadas em todo território acreano, relacionadas à descentralização do tratamento das hepatites virais, acompanhamento compartilhado, manejo clínico do HIV, Sífilis e hepatites, oferta de prevenção combinada e diagnóstico”, explicou Suilany Souza.

Público-alvo são os profissionais técnicos dos 11 municípios que compõem a regional do Baixo Acre e está sendo realizada em parceria com o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) do Acre. Foto: Cedida

A capacitação está ocorrendo no auditório do Hotel Lumini, em Rio Branco, para profissionais técnicos dos 11 municípios que compõem a regional do Baixo Acre e está sendo realizada em parceria com o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) do Acre.  

A atividade contará com momentos de ampla discussão e orientações buscando incentivar a reflexão técnica e crítica de conhecimento da epidemiologia em seus respectivos territórios, buscando elaborar metas de combate ao avanço das ISTs, mediante o incentivo ao diagnóstico correto, oferta oportuna de tratamento e vinculação do paciente a rede assistencial e adesão ao tratamento.

Haverá também aulas práticas sobre o uso correto dos Testes Rápidos para HIV, Sífilis e Hepatites B e C ao coordenador de atenção primária e de Vigilância Epidemiológica dos municípios; enfermeiro que atua na execução dos testes rápidos e tenha perfil para replicação das informações e atualizações para os demais colegas do seu território.  

Ainda, de 20 a 22 de setembro a capacitação será ofertada aos profissionais técnicos de unidades de saúde assistenciais do Estado das unidades de pronto atendimento (UPAs), Centros de Testagens e Aconselhamento (CTA), Sistematização Assistência de Enfermagem (SAE), Maternidades, Hospitais e Unidades Mistas de todo o território Acreano, somente sobre testes rápidos.