Rio Branco se prepara para receber a Chama Olímpica dia 21 de junho

Tião Viana e Marcus Alexandre acertaram detalhes sobre a mobilização e trajetória do revezamento da tocha olímpica em Rio Branco (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Tião Viana e Marcus Alexandre acertaram detalhes sobre a mobilização e trajetória do revezamento da Tocha Olímpica em Rio Branco (Foto: Sérgio Vale/Secom)

O maior símbolo dos jogos olímpicos, a Chama Olímpica, já tem data para chegar a Rio Branco: 21 de junho. Com isso, o governador Tião Viana e o prefeito Marcus Alexandre se reuniram no começo da noite desta terça-feira, 3, para discutir detalhes do revezamento da Tocha Olímpica pela capital.

Serão 24 quilômetros de percurso, abrangendo as regiões mais populosas de Rio Branco, e cerca de 120 pessoas devem revezar a tocha a cada 200 metros. A lista daqueles que carregarão a Tocha Olímpica ainda será divulgada, com personalidades e anônimos indicados pelos patrocinadores oficiais das Olimpíadas, pela prefeitura e aqueles votados pelo site oficial.

“É uma honra. Será um momento histórico. Poderemos homenagear nossos atletas, além de projetar nossa história, nosso povo, para todo o planeta”, disse o governador Tião Viana.

O prefeito Marcus Alexandre explicou que o trajeto de revezamento da tocha começará no Parque Tucumã e terminará na Gameleira, onde haverá uma festa em homenagem aos jogos. São esperados milhares de pessoas em todos os pontos da passagem, por isso a união de governo e prefeitura pela organização.

“A ideia é podermos mobilizar todo mundo, todas as equipes do governo e prefeitura para esse evento, que será grandioso”, conta o prefeito.

Na próxima semana sairá o anúncio oficial do trajeto do revezamento da Tocha Olímpica no Acre, com todos os detalhes já acertados.

Começo do revezamento

O revezamento da Tocha Olímpica começou no Brasil nesta terça-feira, 3, após a chegada da chama direto da Grécia, país percursor dos jogos olímpicos. A presidente Dilma Rousseff passou a chama para a jogadora de volêi Fabiana, capitã da seleção bicampeã olímpica, que foi a primeira revezadora do país.

A Tocha Olímpica vai percorrer mais de 300 cidades em solo nacional até a cerimônia de abertura das Olimpíadas do Rio de Janeiro, dia 5 de agosto. Vão ser 12 mil condutores nos 95 dias de revezamento.