aperfeiçoamento

Policiais Militares do Acre realizam capacitações no Paraná e no Rio de Janeiro

Em busca do aprimoramento técnico profissional em suas áreas específicas de atuação na Polícia Militar do Acre (PMAC), o tenente Thales Campos e o cabo Wilson Yarzon foram a outros entes federativos realizar capacitações. Os treinamentos foram ofertados nas Policias Militares do Paraná (PMPR) e do Rio de Janeiro (PMERJ).

Tenente Campos é um do 23 concludentes do Curso de Capacitação de Negociação em Crises. Foto: cedida

O tenente Thales Campos enfrentou os mais de três mil quilômetros de distância que separam Rio Branco de Curitiba, para realizar o V Curso de Capacitação de Negociação em Crises, ofertado pela PMPR. O militar acreano faz parte dos 23 concludentes do curso, entre policiais militares (do Paraná, São Paulo, Santa Catarina e Acre), federais, rodoviários federais e da Polícia Argentina.

O curso também teve participação de policiais da Argentina. Foto: cedida

O oficial, que já possui cursos operacionais na área policial, como o Curso de Operações Especiais (COEsp) da Polícia Militar do Piauí (PMPI) e do Curso de Distúrbios Civis (CDC) da PMAC, destacou a importância de mais essa capacitação para sua atividade profissional. O militar também enfatizou a necessidade do aprimoramento para a corporação acreana.

O militar também possui cursos operacionais de, Operações Especiais, Operação Rural e de Distúrbios Civis. Foto: cedida

“O curso é de fundamental importância para atuação policial, pois existem ocorrências que são mais complexas, que envolvem vítimas e reféns. Existe dentro da doutrina de gerenciamento de crises as alternativas táticas, a primeira delas é a negociação, que é o meio pelo qual você utiliza do poder de convencimento para fazer com que a pessoa encerre a crise”.

A capacitação teve disciplinas práticas, além de teóricas. Foto: cedida

Entre as disciplinas ofertadas no curso, se encontravam as instruções de: Psicologia aplicada à Negociação em Crises; Negociação com Suicidas, Presos e Rebelados; Técnicas e Táticas de Negociação. Além dessas, também foram ofertadas durante os 32 dias de curso Programação Neurolinguística, entre outras.

Socorrista Tático

Militar concluiu Estágio de Socorrista Tático, no Rio de Janeiro. Foto: cedida

Wilson Yarzon, além de Policial Militar do Acre é acadêmico do Curso de Medicina da Universidade Federal do Acre (UFAC) e instrutor de APH Tático em Combatente, que é ofertados aos profissionais de Segurança Pública do Estado. Durante uma semana, o militar esteve no Rio de Janeiro, entre os 30 alunos que fizeram o I Estágio de Socorrista Tático.

O militar está entre os 30 profissionais concludentes do Curso. Foto: cedida

O militar destacou a importância e o objetivo da formação para sua carreira acadêmica e profissional, que será aplicada no cotidiano da sua vida na corporação. “O treinamento visa capacitar o policial para o atendimento pré-hospitalar nos mais diversos ambientes, além de ofertar noções de explosivos e embarque de feridos em aeronaves”, destacou o profissional.