em rio branco

Polícia Militar inicia aulas presenciais do Proerd na rede pública de ensino

Após mais de um ano, devido às restrições impostada pela pandemia da Covid-19, o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) voltou na manhã desta terça-feira, 9, às salas de aula da rede pública, de forma presencial. A escola escolhida para receber os profissionais foi Maria Angélica de Castro, localizada no bairro 6 de Agosto, em Rio Branco.

Escola Maria Angélica de Castro foi a primeira a receber a volta do Proerd presencialmente. Foto: David Landim/PMAC

Com a pasta multimídia integrado, que contém o data show e o computador, nas mãos, os sargentos Antônio de Souza e Fruscina Figale, chegam à escola e adentram as salas de aula do 5° ano, do ensino fundamental. As crianças, com média de idade entre 9 e 10 anos, com olhos compenetrados e uma fisionomia de alegria, receberam os militares com total entusiasmo e receptividade.

Duas turmas de 5° ano da escola foram contempladas com a volta do Proerd. Foto: David Landim/PMAC

Entre os mais de 30 alunos presentes na sala de aula do 5° ano “B”, Gabriel Menezes, tem 10 anos de idade, o jovem morador do Conjunto Cidade do Povo, com o lápis em uma das mãos anotando as instruções dos militares, vive a expectativa de ser aluno do programa. “Torço para que seja bom e que todo mundo possa conseguir passar”, relatou a criança que sonha em ser médica.

Com mais de 15 anos de sala de aula, o sargento Antônio de Souza, relata o momento único do retorno presencial do programa. “Estamos voltando com as escolas públicas, ainda em caráter de 50% dos alunos. E a nossa expectativa é enorme com nosso retorno com os alunos, ocupando o espaço que é da Polícia Militar nas escolas”, disse o militar, que tem especialização em psicopedagogia.

Após mais de um ano, o Programa volta as salas de aula. Foto: David Landim/PMAC

Maria Simone Lima, está com 02 anos a frente da direção da escola, para ela a volta do PROERD desperta o interesse nas crianças. “Elas esperam esse momento, desde o ano passado, que devido a pandemia não teve e assim destacamos a felicidade delas, que é muito grande. E também da nossa escola em receber esse programa de cunho preventivo”, destacou a diretora.

Ao decorrer do ano letivo, os policiais militares do Proerd irão atender outras escolas da Rede de Ensino Pública da capital e do interior. Após o programa ter concluído as atividades das unidades de ensino da rede particular, nesta semana, que já haviam retornado de forma presencial, em datas anteriores.