prevenção

Diretores escolares recebem orientações acerca dos protocolos de monitoramento de síndrome gripal e Covid-19

Os diretores escolares da rede estadual de Rio Branco começaram a semana recebendo orientações acerca do monitoramento da síndrome gripal e possíveis casos sintomáticos de Covid-19  em escolas.

Diretores escolares da rede estadual de Rio Branco reunidos com técnicos da Vigilância Epidemiológica da Semsa. Foto: Dayana Soares/SEE

Com a intenção de proporcionar aos estudantes o retorno seguro das atividades escolares, os técnicos da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) estiveram no auditório da SEE, nesta segunda, 8, apresentando os protocolos de segurança que devem ser seguidos pelas escolas. 

A secretária de Estado de Educação, Socorro Neri, agradeceu à Prefeitura de Rio Branco pelo apoio prestado neste momento de retomada das aulas presenciais. “Nós precisamos garantir que a retomada do ensino presencial se dê sem nenhum atropelo e sem avanço no número de notificações de Covid-19 no nosso estado”. 

Procedimentos de identificação de sintomáticos e períodos de isolamento para alunos que apresentem sintomas de gripe ou Covid-19

Todos os alunos e profissionais escolares terão a temperatura corporal aferida e serão questionados sobre a presença de sintomas de gripe na entrada da unidade escolar. Aquele que apresentar temperatura igual ou maior que 37,8°C e/ou sintomas de gripe deverá ser orientado a procurar atendimento médico. 

Durante as atividades, se o aluno ou profissional apresentar sintomas como tosse seca, coriza, dor de garganta, congestão nasal, falta de ar, dor de cabeça, dores no corpo, diarreia, diminuição no olfato e paladar, deverá ser isolado em ambiente apropriado. 

No caso de aluno que apresente algum destes sintomas, os pais ou responsáveis devem ser chamados imediatamente e serem orientados a procurarem atendimento médico. Já o profissional deve ser afastado do local de trabalho imediatamente e também ser orientado a procurar atendimento médico. 

Todos os casos identificados no processo  de triagem deverão ser registrados no formulário de monitoramento disponibilizado às escolas pela Semsa. Não havendo casos suspeitos durante a semana, deverá ser feita uma notificação negativa. 

Quanto ao isolamento seguro, o período de incubação da Covid-19 é estimado de um a 14 dias, com mediana entre cinco e seis dias, desde a exposição ao vírus e o início dos sintomas. 

Para aquelas pessoas que tiveram contato desprotegido com casos confirmados de Covid-19 e estejam assintomáticos, o período de isolamento é de 10 dias. 

Em casos confirmados e que apresentem quadro de leve a moderado, ou mesmo aqueles que apresentem sintomas de síndrome gripal, o afastamento é de 10 dias, desde o início dos sintomas, com pelo menos 24 horas sem febre (sem uso de antitérmico) e melhora dos sintomas. 

Já os casos graves que passaram por internação hospitalar, o isolamento é de 20 dias, desde o início dos sintomas, e também pelo menos 24 horas sem febre (sem uso de antitérmico) e melhora dos sintomas.