Mulher Cidadã atende trabalhadoras rurais na comunidade Nova Cintra

Nazareth Araújo acompanha equipe de saúde em todas as edições do Mulher Cidadã (Foto: Val Fernandes)
Nazareth acompanha todas as edições do Mulher Cidadã realizada nas comunidades (Foto: Val Fernandes)

A governadora em exercício Nazareth Araújo esteve neste sábado, 5, na comunidade Nova Cintra, em Rodrigues Alves, para acompanhar a equipe do projeto Mulher Cidadã na realização dos atendimentos à comunidade. A ação ocorreu durante dois dias.

O programa Saúde itinerante atua no Mulher Cidadã com uma equipe de oito médicos especialistas, além de assistentes sociais, biomédico, biólogo, enfermeiros e no apoio para que a comunidade tenha acesso a exames como preventivo do câncer de colo uterino, ultrassonografia e colposcopia.

Nazareth Araújo frisou que a integração e as parcerias são fundamentais para que o projeto alcance as mulheres que vivem em regiões de difícil acesso. “Sabemos que todos os serviços são necessários, mas nas comunidades rurais é maior a necessidade de especialistas. Por isso, nossa gratidão a todos os profissionais do Saúde Itinerante presentes nesta ação.  É a  presença do Estado levando saúde e cidadania aos locais mais distantes, com a integração dos serviços públicos” disse.

Maria Helena da Silva, uma das pacientes atendidas nesta ação, tem 64 anos e é mãe de 10 filhos. Ela conta que estava há dois anos sem fazer seus exames preventivos.

“Esse é um programa muito bom. A gente mora longe da cidade, por isso, é um sacrifício sair para procurar atendimento. Agradeço pela oportunidade. Todo mundo tem que fazer um esforço de procurar o médico, tem muita mulher que esconde as doenças, tem vergonha de se mostrar”, comentou a paciente.

Para chegar até a escola José de Souza Martins, local onde foram realizados os atendimentos à comunidade, parte da equipe deslocou-se de barco pelo Rio Juruá; outra parte enfrentou 15 quilômetros de ramal.

O projeto, que levou oito médicos especialistas, atendeu mais de 200 mulheres na comunidade (Foto: Val Fernandes)
O projeto, que levou oito médicos especialistas, atendeu mais de 200 mulheres na comunidade (Foto: Val Fernandes)

O programa mobilizou para essa edição equipes das secretarias de Saúde, Políticas Para as Mulheres, Articulação Institucional, Segurança Pública, além da Defensoria Pública. “O nosso papel é também estar nas comunidades, atender as pessoas que não têm condições de pagar um advogado. Por isso, é uma satisfação participar desse projeto”, disse Gerson Boaventura de Souza, corregedor-geral da Defensoria Púbica.

Para Concita Maia, secretária de Política para as Mulheres, o projeto leva dignidade e respeito às pessoas. “Estamos aqui na comunidade Nova Cintra garantindo os direitos das mulheres por meio dessa prática do exercício da cidadania e da dignidade”, declarou.

A presidente da Associação de Mulheres A Muralha, Maria Ramos da Costa, 59 anos, agradeceu pela ação. “É a realização de um sonho que já foi muito distante.  Me sinto privilegiada com esse projeto, é uma mulher trazendo mais força para outras mulheres.  Isso é muito importante. Sempre oro para que Deus abençoe essa equipe”, afirmou.

O prefeito de Rodrigues Alves, Ernilson Burica, agradeceu pela parceria. “Só quero agradecer ao governo do Estado por esse programa tão importante. Um atendimento de saúde desse porte nós jamais poderíamos oferecer. Isso mostra que podemos vencer as dificuldades.”

A próxima edição do projeto Mulher Cidadã será nos dias 18 e 19 de setembro, em Porto Walter.