Grupo de 400 estudantes bolivianos escolhe Acre como roteiro turístico

Turistas se interessaram pela Rota Amazônia Andes Pacífico durante evento em Tarija, na Bolívia

caminho_chico_mendes_02.jpg
caminho_chico_mendes_01.jpg
caminho_chico_mendes_03.jpg

Atrações e pontos turísticos de Rio Branco, Xapuri, Seringal Cachoeira e Bom Destino fazem parte da rota escolhida (Fotos: Secom)

A proximidade e os mistérios da selva amazônica chamaram a atenção de um grupo de turistas bolivianos, que resolveram trocar o roteiro que faziam tradicionalmente – Foz do Iguaçu, Florianópolis, Balneário Camboriú – pelo Acre. Em dezembro um grupo de 400 estudantes secundaristas de uma escola de La Paz, capital da Bolívia, chegam ao Estado para conhecer Rio Branco, Xapuri e Porto Acre.

Os turistas farão o percurso de ônibus, e serão divididos em 12 grupos, que só se encontrarão durante os jantares. Eles conhecerão seis itinerários, entre eles os seringais Bom Destino, em Porto Acre, e o Cachoeira, em Xapuri.

Os turistas foram atraídos pela Rota Internacional Amazônia Andes Pacífico, que integra os destinos do Acre, Peru e Bolívia de acordo com as necessidades ou preferências dos clientes. A rota tem sido cada vez mais procurada nas prateleiras das agências nacionais e dos países vizinhos.

A participação do Acre em feiras de turismo tem trazido bons frutos para o setor. A partir das rodadas de negócio realizadas na Feira Internacional do Turismo, que aconteceu em Tarija, este mês, o Estado fechou parceria com uma grande operadora boliviana, o que vai possibilitar a vinda dos estudantes bolivianos ao Acre.

"São estudantes de uma escola de La Paz, entre 17 e 18 anos, que, historicamente, encerram o ano com uma grande viagem. Eles conheceram os nosso roteiros durante a rodada de negócios e se interessaram bastante, tanto que agora eles vêm ao Acre. A participação na feira foi extremamente proveitosa, uma prova de que o Estado tem potencial para o turismo. Eu fui para a feira para conhecer o destino, não esperava um negócio tão bom", disse o empresário João Bosco, da Maanaim Turismo.

Durante a FIT mais de 10 mil pessoas passaram pelos stands, incluindo operadores de turismo e todo o trade da Bolívia, Argentina, Chile, Peru, Paraguai e Brasil. A abertura do evento, contou com uma noite brasileira, promovida pela Embratur, para divulgar o país para mais de 500 participantes, onde o secretário de Turismo acreano, Cassiano Marques, falou sobre as ações para promover a Rota Internacional Amazônia Andes Pacífico e as novas conexões aéreas entre a Bolívia e o Peru.

Sobre a Rota Amazônia Andes Pacífico

A Rota Internacional Amazônia Andes Pacífico é a integração dos roteiros disponíveis no Acre, Bolívia e Peru, num contexto em que o turista escolhe os destinos que mais lhe agradam nos três países. As opções são inúmeras e o Acre se colocou no centro da rota de forma estratégica, sendo o principal articulador da iniciativa.

A rota já está sendo comercializada pelas agências de turismo acreanas, bolivianas e peruanas e para fortalecê-la, foram criadas as conexões aéreas entre os três países. O voo Rio Branco/Cusco/Lima inicia sua operação, através da Star Perú, no próximo dia 1º. Os voos entre Cruzeiro do Sul e Pucallpa, no Peru, e entre Rio Branco e La Paz, na Bolívia, devem acontecer ainda no primeiro semestre deste ano.

Para oferecer aos turistas interessados o Acre tem as rotas Caminhos de Chico Mendes, Caminhos da Revolução, nas agências de turismo.