Papel Passado

Governo do Acre garante títulos definitivos de propriedade para o Vale do Juruá

“É um sonho há mais de 25 anos, ter meu imóvel no meu nome” declarou feliz Manoel Bezerra, que agora terá o título definitivo de seu imóvel. Morador do Bairro São Vidal, no município de Mâncio Lima, ele é um dos beneficiados do Programa Minha Terra de Papel Passado.

Governo oferece desburocratização para a regularização fundiária em municípios do Juruá. Foto: cedida

O que levava em torno de seis meses para obtenção do título definitivo é facilitado na atual gestão, já que o Instituto de Terras do Acre (Iteracre) tem como foco desburocratizar a regularização fundiária para que as pessoas possam ter suas terras e imóveis em seus respectivos nomes em no máximo 20 dias. Por isso, a equipe da pasta está realizando audiências públicas na região do Juruá para regularização fundiária dos bairros São Vidal e parte do Centro da cidade no município de Mâncio Lima.

Audiência pública em Mâncio Lima para regularização fundiária de imóveis. Foto: cedida

Os beneficiados estiveram presentes na manhã desta quarta-feira, 12, na Escola Antônio de Oliveira Dantas, com a equipe do Iteracre, para a audiência pública cujo objetivo é esclarecer aos moradores como será realizado todo o processo para regularização fundiária desses bairros.

Iteracre garante cidadania e dignidade às famílias de Mâncio Lima com o Programa Minha Terra de Papel Passado. Foto: cedida

Para a titular da pasta, esse programa garante à população dignidade. “Por determinação do nosso governador, serão entregues 600 títulos definitivos para este município. É gratificante poder olhar para essas pessoas e vê-las contentes com mais essa conquista em posse desse documento, garantindo cidadania para essas famílias”, pontuou Gabriela Câmara.

Vila Lagoinha

Além do município de Mâncio Lima, a Vila Lagoinha, no município de Cruzeiro do Sul, também será beneficiada com a entrega de 200 títulos definitivos. Na audiência pública que ocorreu na manhã desta quinta-feira, 13, na vila, moradores e a equipe do Iteracre mostraram aos demais moradores como irá funcionar todo o processo para a obtenção dos títulos de seus imóveis.

“Finalmente terei minha casa em meu nome para poder deixar de herança para meus filhos. Há muito tempo havia tentado, mas era tanta burocracia que desisti. De fato, nossa comunidade está muito feliz com esse apoio do governo do Estado”, relatou Nazaré Almeida, moradora da vila.

O Instituto de Terras do Acre preocupa-se em garantir aos acreanos acesso legítimo aos títulos definitivos, garantindo melhorias a comunidades, bairros e municípios.