Governo celebra dez anos do Chandless com seminário sobre o parque

Sociedade civil, comunidade acadêmica, pesquisadores e servidores da Sema participaram do evento (Foto: Angela Peres/Secom)
Sociedade civil, comunidade acadêmica, pesquisadores e servidores da Sema participaram do evento (Foto: Angela Peres/Secom)

O Parque Estadual Chandless completou dez anos, e para comemorar a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) preparou uma programação especial, que terminou nesta sexta-feira, 26, com a realização do seminário “10 anos do Parque Estadual Chandless, Eu escolhi conservar”.

O senador Jorge Viana, o titular da Sema, Edegard de Deus, a diretora-presidente do Instituto de Mudanças Climáticas e Regulação dos Serviços Ambientais do Acre (IMC), Magaly Medeiros, o diretor-presidente do Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), Pedro Longo, o reitor da Ufac, Minoru Martins Kinpara, o presidente do SOS Amazônia, Miguel Scarcello, pesquisadores e alunos da universidade participaram do evento, realizado no bloco dos mestrados da instituição.

O senador Jorge Viana foi homenageado, pois o Chandless foi criado durante sua gestão, em 2004 (Foto: Angela Peres/Secom)
O senador Jorge Viana foi homenageado, pois o Chandless foi criado durante sua gestão, em 2004 (Foto: Angela Peres/Secom)

Durante a cerimônia de abertura do evento, Jorge Viana, falou sobre a criação do parque, que se deu ainda em seu mandato de governador. “A criação do parque, em 2004, foi uma das nossas grandes medidas, após a luta pelas reservas extrativistas e a criação da Floresta Pública do Antimary. Esse desafio de criar o parque nos rendeu um prêmio internacional, do WWF, que eu recebi na África do Sul e que representa esse grande marco ambiental, não só pra mim enquanto gestor, mas para todo o povo do Acre”, disse.

Para Edegard de Deus, criar uma área de proteção integral foi uma ação visionária para época. “No Brasil, parques estaduais de proteção integral, são raríssimos. No Acre, naquela época, foi ainda mais ousado, principalmente por existir uma visão de futuro sobre o que uma unidade como essa representaria para a população não só do Acre, mas do mundo”, ressaltou.

Jorge Viana, a exemplo de outros colaboradores, foi homenageado em reconhecimento aos esforços e trabalhos realizados para criação e manutenção do Chandless. O seminário segue até o fim do dia, com palestras e debates sobre a flora do parque, os mamíferos e os moradores da unidade.