Educação Infantil é tema de encontro na capital acreana

A meta um do Plano Nacional de Educação trata da Educação Infantil (Foto: Celis Fabrícia)
A meta um do Plano Nacional de Educação trata da Educação Infantil (Foto: Celis Fabrícia)

Rio Branco sedia nesta terça-feira, 1, e quarta-feira, 2, o I Encontro da Organização Mundial para Educação Pré-Escolar (OMEP/Acre) e o V Fórum de Educação Infantil. Educação Infantil no Acre: Políticas de Atendimento – Caminhos e Perspectiva é o tema abordado nesses dois dias de encontro.

Na abertura do evento, realizado no auditório da Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), a mesa de honra foi composta por crianças, que lembraram os direitos que têm assegurados por lei.

“Toda criança tem direito à saúde, brincar, ser feliz”, comentou Yan Matheus Lopes Gonçalves, cinco anos. Direito também à educação, que corresponde à meta um do Plano Nacional de Educação, aprovado recentemente no país, que também teve as versões estaduais e municipais.

"Toda criança tem direito à saúde, brincar, ser feliz", comentou Yan Matheus Lopes durante o evento (Foto: Celis Fabrícia)
“Toda criança tem direito à saúde, brincar, ser feliz”, comentou Yan Matheus Lopes durante o evento (Foto: Celis Fabrícia)

A meta um trata de universalizar, até 2016, a Educação Infantil na pré-escola para as crianças de quatro a cinco anos de idade e ampliar a oferta de Educação Infantil em Creches de forma a atender, no mínimo, 50% das crianças de até três anos até o final da vigência deste PNE.

“Temos que ampliar significativamente a oferta nessa etapa e esse é um desafio imenso. E neste momento vamos discutir o que devemos fazer para atender às metas”, explicou Marlete Lopes, presidente União Municipal do Dirigentes de Educação Undime/Acre.

Asas da Florestania Infantil “Asinhas” será debatido durante encontro

Durante o encontro haverá palestras e painéis com os convidados, professores da Universidade Federal do Acre (Ufac) e todas entidades e órgãos que realizam e apoiam o evento.

“O Estado dá suporte técnico e também de infraestrutura e pessoal para que os municípios possam atingir suas metas para o início da formação das crianças”, disse Marco Brandão, secretário de Estado de Educação e Esporte.

Brinquedo e adultização da infância, creche, comunidade e adaptação e formação continuada na instituição de educação infantil, além do Programa “Asinhas” da Florestania do Acre serão alguns assuntos abordados.

“O Asinhas vem como uma grande possibilidade para quem está no norte do país e é preciso pensar no que se pode fazer a mais para essas crianças que estão tão longe das sedes dos municípios terem atendimento mais integral”, destacou Carolina Velho, consultora do Unicef.