reaproveitamento

Deracre trabalha na construção das novas sedes do Procon e Junta Médica do Acre

Nesta semana, o governo do Acre, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (Deracre) e em parceria com o Instituto de Previdência do Estado do Acre (Acreprevidência), trabalha na demolição dos imóveis localizados na Avenida Nações Unidas, nº 2.870, Estação Experimental e na Travessa Thaumaturgo de Azevedo, esquina da Rua Marechal Deodoro, em Rio Branco.

Agentes técnicos atuam no recolhimento dos entulhos que serão reaproveitados em obras. Foto: Ascom/Deracre

Em face da situação dos imóveis, que se encontravam sem uso e deteriorados, foi encaminhada uma solicitação ao governo do Estado, por meio do Deracre, para a possibilidade de demolição dos imóveis. A solicitação foi atendida e o Deracre encaminhou um caminhão caçamba e uma retroescavadeira para atuar no recolhimento dos entulhos que serão reaproveitados em obras de estradas e de espaços públicos.

“São dois prédios inservíveis. Mais uma vez estamos seguindo a determinação do governador Gladson Cameli e o Deracre se disponibilizou para fazer a demolição utilizando os maquinários, e foi feito um pacto com repasse de orçamento junto ao Acreprevidência e, dessa forma, aproveitamos o entulho para ser aplicado no aterro do pátio da usina do Deracre”, afirmou o presidente do Deracre, Petronio Antunes.

Entulho no Pátio da Usina de Rio Branco. Foto: Ascom/Deracre

O imóvel localizado no bairro Estação Experimental, onde funcionou a antiga Agência do Banco do Brasil, foi doado ao Acreprevidência, por meio da Lei nº 3.527, de 30 de outubro de 2019. No local deve ser construído um novo prédio para instalação e funcionamento da sede do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON). A elaboração do projeto técnico dever ser conduzida pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Regional (Sedur).

Além disso, o imóvel localizado na Travessa Thaumaturgo de Azevedo, onde chegou a funcionar a sede da Junta Médica do Tribunal de Justiça, também foi doado ao Acreprevidência, por meio da mesma lei. No local deverá ser construída a nova sede da Junta Médica Oficial do Estado.