Depasa desobstrui trecho da rede coletora de esgoto no Residencial Rosa Linda

Em ação emergencial, a equipe de manutenção da Rede Coletora de Esgoto (RCE) do Departamento Estadual e Água e Saneamento (Depasa) realizou nesta quinta-feira, 8, a desobstrução de um trecho da RCE da Rua Flor do Campo, no residencial Rosa Linda, no Segundo Distrito de Rio Branco.

A vistoria em três caixas de esgoto domiciliares identificou significativa quantidade de resíduos sólidos que obstruíam a passagem do esgoto pela rede local. Duas caixas estavam abertas recebendo todo tipo de resíduo. Nas caixas domiciliares havia sacos plásticos, tampas de garrafas pet, folhas.  “O lixo que vem de dentro das casas ou é trazido pra dentro do sistema pela água da chuva, acaba provocando entupimento, travando o fluxo normal, que ocorre por gravidade”, explicou o chefe da Sub Divisão de Manutenção da Rede Coletora de Esgoto, Eduardo Costa.

Resíduos plásticos e folhas obstruíam a rede coletora de esgoto Foto: Neto Lucena/Secom

Para desobstruir as caixas e fazer a limpeza do sistema, a equipe do Depasa utilizou equipamentos hidrojatos de alta pressão.

Rede deve ser exclusiva para esgoto

Todos os dias, a ação de limpeza e desobstrução da rede coletora de esgoto da capital mobiliza homens e máquinas do Depasa. O principal objetivo é evitar eventuais transtornos causados por obstrução da rede coletora. A população também pode colaborar.  “Pedimos à população que não jogue, nem deixe jogar resíduos como sacos plásticos, folhagens na rede de esgoto. É importante sempre lembrar que a rede é exclusivamente para coleta de esgoto, que não deve, em tempo algum receber outro tipo de resíduo, nem mesmo água da chuva”, lembra o diretor presidente do Depasa, Zenil Chaves, ao acompanhar a vistoria à rede coletora do Rosa Linda.