Ciclo de Capacitações do Selo Unicef se inicia nesta quarta

Representantes de municípios acreanos participam de capacitação do Selo Unicef (Foto: Concita Cardoso/Secom)
Representantes de municípios acreanos participam de capacitação do Selo Unicef (Foto: Concita Cardoso/Secom)

Melhorar as condições de vida de crianças, adolescentes e das suas famílias, implementando e aprimorando programas e políticas de atenção à infância e adolescência, são alguns dos conteúdos trabalhados no III Ciclo de Capacitações do Selo Unicef, que ocorre em Rio Branco nesta quarta, 2, e quinta-feira, 3, nos altos do restaurante Big Lanche.

São 20 municípios acreanos que participam do projeto Selo Unicef, de um total de 461 em todos os nove estados da Amazônia Legal. As cidades que conseguem os maiores avanços obtêm um reconhecimento internacional: o Selo Unicef Município Aprovado.

“O selo é uma estratégia para promover os direitos das crianças e adolescentes da Amazônia. É um investimento no desenvolvimento das capacidades dos gestores municipais e dos atores locais e um investimento em uma mobilização social em favor do desenvolvimento municipal”, destacou Gabriel Maia, gestor da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social.

Mâncio Lima foi um dos municípios acreanos contemplados em 2009 com o Selo Unicef Município Aprovado. Segundo a secretária Municipal de Assistência Social, Ângela Rocha, a cidade se encheu de vida e de entusiasmo para superar os desafios. “Articulamos e unimos forças em prol das nossas crianças e adolescentes”, contou.

Selo Unicef Município Aprovado promove os direitos de crianças e adolescentes  (Foto: Concita Cardoso/Secom)
Selo Unicef Município Aprovado promove os direitos de crianças e adolescentes (Foto: Concita Cardoso/Secom)

Ao todo, o processo do Selo Unicef dura cerca de 30 meses, período em que o município se mobiliza para traçar e alcançar metas, desenvolver projetos em busca dos objetivos pactuados e acompanhar a situação da infância e da adolescência tanto por meio da análise dos indicadores quanto em fóruns participativos e outras atividades.

Coordenadora do Unicef na Região Norte, Eliana Almeida, salientou que a metodologia da nova edição do Selo Unicef renova e reforça o enfoque na diminuição das desigualdades sociais.

“O que se busca é igual oportunidades de atenção, acesso e permanência a equipamentos e serviços públicos, bem como aos cuidados e proteção previstos na legislação brasileira para nossas crianças e adolescentes”, esclareceu.