Cerca de cinco mil pessoas serão beneficiadas com ponte do Riozinho do Rôla

Ponte irá proporcionar mais segurança as mais de cinco mil pessoas que transitam pelo local (Foto: Val Fernandes/Secom)
Ponte irá proporcionar mais segurança às mais de cinco mil pessoas que transitam pelo local (Foto: Val Fernandes/Secom)

Uma parceria entre o governo federal, por meio do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), e governo do Acre, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre), irá permitir que mais de cinco mil pessoas que residem nos projetos de assentamento Moreno Maia, Barro Alto e Benfica tenham o direito de ir e vir garantido pelos próximos 50 anos, com a construção da ponte sobre o Riozinho do Rôla.

A obra é fruto de convênio no valor de R$ 6 milhões, com contrapartida do Estado de 10% do valor total. A ponte deverá ser concluída em 60 dias. Paralisado em decorrência da última cheia ocorrida no Acre no ano passado, o projeto de construção da ponte passou por algumas modificações.

Sua extensão será de 130 metros de comprimento e 15 de altura – 5,5 metros a mais do que a atual ponte de madeira existente no local.

“Essa ação de governo vai permitir que as 800 famílias que residem nos projetos de assentamentos não tenham mais problemas com deslocamento”, destacou o diretor-presidente do Deracre, Cristovam Moura.

Na manhã desta quarta-feira, 11, representantes do Incra e Deracre visitaram a obra, que está 80% concluída.

Segundo Márcio Alécio, superintendente do Incra, a nova ponte atende a todas as especificações de engenharia e possui um projeto arrojado, com medidas que previnem contra eventual risco de transbordamento, garantindo mais segurança a quem trafega pelo local. “Está sendo usado material de excelente qualidade e com durabilidade mínima de 50 anos. Estamos felizes com o andamento e qualidade da obra”, revelou.