esporte

Acreano é pré-convocado para seleção brasileira de bocha paralímpica

O Acre conta agora com um representante na Seleção Brasileira de Paralímpica, nos Jogos Parapan Americanos da Juventude, que acontece em Bogotá, na Colômbia, de 2 a 12 de junho de 2023.

O acreano Ricardo de Souza Campos, de 20 anos, natural de Assis Brasil, foi pré-convocado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) para representar o país nessa competição.

Campos concorre na classe BC3. Atualmente, os atletas são classificados em 4 classes diferentes: BC1, BC2, BC3 e BC4. BC significa Boccia Classification (Classificação da Bocha), e as numerações correspondem ao grau de comprometimento motor do atleta.

Ricardo Campos foi medalhista de prata na classe BC3 em Curitiba, em março de 2022. Foto: cedida.

Recentemente, Ricardo foi medalhista de prata no 1º Campeonato Nacional de Bocha Paralímpica realizado em Curitiba, no início deste ano.

Clodoaldo Campos, pai e treinador do atleta, destaca a importância da prática esportiva para o filho, que conseguiu desenvolver capacidades motoras e ganhar mais qualidade de vida por meio do esporte.

“É uma felicidade e uma honra muito grande. Batalhamos muito por isso. Para nós é uma conquista, um sonho realizado”, disse.

O atleta sempre é acompanhado nos campeonatos e competições por um profissional de educação física com registro profissional.

Ricardo é o representante do Acre na seleção brasileira paralímpica de bocha em competição internacional. Foto: cedida.

A Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE) é uma das impulsionadoras do esporte no estado do Acre. Com parcerias públicas e privadas, patrocina e estimula a prática esportiva em escolas e comunidades.

De acordo com o chefe do Departamento de Esportes da secretaria, Júnior Santiago, a convocação de Ricardo foi importante para coroar o desempenho brilhante que o jovem teve em competições recentes.

“O Ricardo vem constantemente representando bem o estado na sua categoria. Ganhou medalhas e agora vai representar o Brasil e o Acre internacionalmente, numa competição tão grande quanto é o Parapan. Como já fazemos, vamos continuar patrocinando e custeando a viagem desse e de outros atletas que representam nosso estado dentro e fora do nosso país”, comentou.

Uma novidade importante é que o Acre irá sediar um centro de referência paralímpico em acordo com o CPB. O centro vai funcionar na Universidade Federal do Acre (Ufac). O objetivo é promover as práticas esportivas e incentivo do esporte aos atletas paralímpicos e aspirantes que desejam se tornar esportistas na categoria.