Tião Viana reitera apoio do governo do Estado à Cooperfloresta

A reunião foi realizada na tarde de hoje, 28, na Casa Civil (Foto: Gleilson Miranda/Secom)
A reunião foi realizada na tarde de hoje, na Casa Civil (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

Em quatro anos, o governo do Estado investiu mais de R$ 4 milhões em Planos de Manejo Comunitário Florestal somente na região do Alto Acre. Para tratar de mais apoio às famílias que deram início ao trabalho de manejo florestal madeireiro na Reserva Chico Mendes, em Xapuri, o governador Tião Viana recebeu representantes da Cooperativa dos Produtores Florestais Comunitários (Cooperfloresta), nesta terça-feira, 28, no gabinete civil.

Na oportunidade, também estiveram presentes o secretário de Meio Ambiente, Edegard de Deus, e o presidente da Associação de Moradores e Produtores da Reserva Extrativista Chico Mendes de Xapuri (Amoprex), Sebastião Aquino.

O governador reiterou seu apoio à cooperativa, que no momento é representada pelo presidente Dionísio Barbosa de Aquino. “O governo está junto com as causas da cooperativa, e reitero que nossa meta para este ano é fazer a plantação de 2.500 hectares de seringa”, frisou.

Para o consultor da Cooperfloresta, Evandro Araújo, o manejo florestal é mais um produto de renda para as famílias envolvidas. “Das famílias que vivem na Resex, 60 participam do Plano de Manejo em Xapuri. Dessas, 45 foram beneficiadas com uma renda líquida de até R$ 5 mil em 2014. Há anos, a comunidade sonhava com o manejo, e o governo vai dar o apoio necessário para resolver falhas e traçar novas estratégias”, explica.

A Cooperfloresta foi criada em 2005, para fomentar a prática do manejo florestal comunitário madeireiro em Capixaba, Acrelândia, Brasileia e Xapuri, mas seu trabalho ganhou forma e volume a partir de 2011, depois que se apropriou de todos os processos da cadeia produtiva madeireira, atuando também com atividades de capacitação e treinamento.