Tião Viana e empresários discutem como manter o Acre mais longe da crise

Governador e empresários discutiram sobre setores que apresentam crescimento econômico e a mudança do ICMS (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Governador e empresários discutiram sobre setores que apresentam crescimento econômico e a mudança do ICMS (Foto: Sérgio Vale/Secom)

O governador Tião Viana se reuniu com empresários membros da Associação Comercial do Acre (Acisa) na noite de quinta-feira, 24. Eles discutiram como manter o Estado mais afastado da crise econômica que assola o país. A categoria também elogiou os investimentos atuais do governo em infraestrutura e produção e pediu por uma maior campanha institucional voltada as mudanças fiscais implantadas pelo governo estadual.

“É um momento de crise, mas de luta. Não podemos nos entregar ao pessimismo”, disse o governador Tião Viana ao apresentar projetos de desenvolvimento do Estado como a futura inauguração da maior madeireira do Brasil em Manoel Urbano, o frigorífico de suínos em Brasileia, a Contax em Rio Branco com 1.600 postos de trabalho preenchidos e a expansão na produção de peixes baseado na experiência em Israel.

O presidente em exercício da Acisa, Rubenir Guerra, ressaltou que mesmo a crise atingindo todo o país, o Acre tem se saído estável e apresentando crescimento em alguns setores. “A situação em outros estados está se tornando desesperadora. Aqui no Acre alguns setores da economia diminuíram o ritmo, mas o consumidor final não”, conta.

Segundo o representante do segmento de venda de motocicletas no Estado, Oswaldo Dias, o Acre apresentou um crescimento de 2% na venda de motos, enquanto o consórcio desses veículos registrou aumento de 16% até agora, contra uma queda nacional de 9%.

“Temos uma admiração muito grande pelo governador e sua determinação em manter o crescimento do Acre. Os empresários não estão num mar de rosas, mas avançamos sim em alguns setores”, observa Oswaldo.

A maior reinvindicação dos empresários é em torno das mudanças de arrecadação implantadas pelo governo do Estado em relação ao Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). A Acisa procura uma parceria com a Secretaria de Fazenda para atualizar melhor os comerciantes, principalmente do interior do Estado, e deseja novas campanhas informativas do governo na mídia. Tião Viana afirmou que irá atentar para essa demanda.