Tião Viana diz a religiosos que 2015 pode ser decretado o Ano da Paz no Acre

Tião Viana assegurou que estado seguirá apoiando ações ecumênicas (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Tião Viana assegurou que o Estado seguirá apoiando ações ecumênicas (Foto: Sérgio Vale/Secom)

O governador Tião Viana recebeu a visita dos representantes do Instituto Ecumênico Fé e Política do Acre (IEFP/Acre) nesta segunda-feira, 22. As lideranças religiosas foram agradecer o apoio que o governador, por meio do governo do Estado, tem prestado às diversas religiões atuantes no Acre e apresentar propostas para o próximo exercício governamental.

Durante a conversa, o governador propôs que o próximo ano seja “o Ano da Paz”. “Eu me disponho assinar um decreto para que 2015 seja o ano do respeito às diferenças, da compreensão e valorização do ecumenismo”, afirmou Tião.

Participaram do encontro os líderes religiosos Massimo Lombardi, Manoel Pacífico da Costa, Afonso Geber, Rosana Nascimento, Rosana Oliveira, Raimunda Teixeira, Ogan Arimatéia e Francisco Hipólito de Araújo Neto.

Manoel Pacífico da Costa, presidente do IEFP, agradeceu o empenho do governo em ajudar a selar a paz entre as religiões. Ele lembrou que, antes da gestão de Tião Viana, muitos líderes enfrentavam sérias dificuldades, e ressaltou o caso de Raimunda Teixeira, líder espiritual de religião de matriz afro.

“As religiões de matrizes afro enfrentam dificuldades pela marginalização que ocorreu ao longo dos últimos anos. Raimunda sofreu bastante, assim como tantos outros, mas no seu governo as coisas melhoraram muito, pelo apoio que recebemos de secretarias como a de Justiça e Direitos Humanos, Fundação Elias Mansour e de Educação”, destacou Pacífico.

O governador também firmou o compromisso de, por meio de incentivo do governo, o Estado imprimir quatro mil novas cartilhas de ensino ecumênico. O material deverá ser distribuído nas escolas da rede pública de ensino para que os alunos aprendam a respeitar a diversidade religiosa existente no país.