Compartilhando histórias

Tetracampeão mundial de futebol inspira socioeducandos do ISE

O tetracampeão mundial de futebol pela seleção brasileira na Copa do Mundo Fifa de 1994 e ídolo da torcida do flamengo, Crizam César de Oliveira Filho, mais conhecido como Zinho, visitou o Centro Socioeducativo Acre, no bairro Apolônio Sales, nesta sexta feira, 13.

O encontro emocionante serviu de inspiração para 50 jovens, na faixa etária de 13 a 18 anos, que estavam em uma partida de futebol, e foram surpreendidos pela estrela do futebol mundial.

F.R., de 19 anos, acredita no potencial da superação humana pois, assim como Zinho conseguiu realizar seus sonhos, outros jovens também podem construir uma nova vida.

Zinho compartilhou experiência e história de vida com os adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas (Foto: Cedida)

“O ISE tá sempre trazendo aqui esses belos exemplos a serem seguidos. E em nossos momentos de conversa a gente sempre fala que se outras pessoas podem vencer, a gente também pode” finaliza o jovem.

Segundo o diretor-presidente Rafael Almeida, a articulação para que o tetracampeão visitasse a unidade partiu dos próprios servidores do Centro Socioeducativo Acre, por intermédio do ex-jogador do Flamengo, Marcelo Bujica, que também esteve presente no local.

Para Zinho, esse é um momento especial em sua vida, pois acaba sendo uma oportunidade de poder contribuir com a sociedade na recuperação desses jovens.

“Aqui eu conto um pouco da minha história de vida, da minha infância com poucos recursos. Foi por meio do esporte, com muita determinação, disciplina e educação que superei os obstáculos da vida e me projetei no futebol.

Acredito que se outras pessoas com histórias de sucesso puderem vir até este local, certamente, poderão plantar no coração desses jovens uma semente do bem, projetando a vida de cada um para uma realidade futura bem diferente”, disse o jogador.

Já o diretor-presidente do ISE, Rafael Almeida, que, incessantemente, busca oportunidades para os adolescentes da autarquia, ações como essas são importantes, pois despertam nos jovens os sonhos de buscar uma vida digna por meio do esporte.

“Zinho tem uma linda história de vida, que passa por uma infância pobre, jogando em campo de terra, e chegando até o ápice do futebol. Obviamente que esses jovens também podem ter a mesma oportunidade. A gente acredita que o esporte liberta, traz paz e muda a vida de pessoas”, pontua Rafael.

O diretor da unidade Acre, Adailson Dantas, que conhece cada socieoeducando, diz que entre os jovens do centro há vários que tem habilidade com a bola, e que se tiverem uma oportunidade, lá fora, poderão se destacar no esporte profissional.