Socioeducandos participam do curso de Pizzaiolo no Casef

Socioeducandos participam de aulas práticas de Pizzaiolo - FOTO Brenna Amâncio
Socioeducandos participam de aulas práticas de Pizzaiolo (Foto: Brenna Amâncio)

Os adolescentes do Centro de Apoio à Semiliberdade, ao Egresso e Família (Casef) estão com a mão na massa. Isso porque o curso de Pizzaiolo, ministrado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), tem sido o maior sucesso na unidade. A capacitação tem carga horária de 160 horas e certificará dez socioeducandos ao término das aulas.

As vagas são oriundas do Programa de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), com o objetivo de inserir adolescentes em medidas socioeducativas no mercado de trabalho.

Os alunos já estão na parte prática do curso, em que recebem noções de postura profissional, ética no trabalho, higienização pessoal e manipulação correta dos alimentos, segundo as normas da Anvisa. Aprendem também sobre a satisfação e o bem-estar do cliente.

De acordo com o instrutor do curso de Pizzaiolo, Cid Rogério de Souza, o desempenho dos socioeducandos cresce a cada dia. “Tento passar para eles o ponto certo da massa e a estética da pizza, que é padronizada pelo mercado, entre outros conhecimentos. É preciso gostar do que se faz. É muito bom preparar um alimento e perceber que a pessoa aprovou”, diz.

As aulas estão sendo realizadas na cozinha do Casef, que é equipada com maquinário de panificação, também utilizado para fazer as pizzas, forno comum e forno combinado, fatiadeira, estufa, fogão industrial, batedeiras e freezer.

Para o socioeducando Alex Júnior (nome fictício), 18, o curso o deixa bem próximo de conquistar um emprego. “Minha família toda mexe com comida. Minha mãe é cozinheira de um lugar bastante frequentado na cidade. Já aprendi a fazer a massa, montar a pizza e a cortar os ingredientes. Gostaria de ter uma oportunidade”, afirma.

Para estimular a interação entre as unidades de Rio Branco, os adolescentes entregaram, nesta quinta-feira, 13, algumas pizzas para as meninas internadas no Centro Socioeducativo Mocinha Magalhães.

De acordo com o presidente do Instituto Socioeducativo (ISE), Henrique Corinto, outros cursos do Pronatec ainda devem ser apresentados para 2014. “As oportunidades estão sendo dadas, mas o sucesso vai depender deles. A equipe trabalha incansavelmente para realizar com empenho o serviço. E o governador Tião Viana tem dado total apoio para que a socioeducação continue avançando”, aponta.