Cultura

Seplag inaugura 10ª edição da Mostra de Artes

Por Aldeir Oliveira

A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), em parceria com a Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM) e a Associação dos Artistas Plásticos Acreano (Aapa), realizou nesta sexta-feira, 2, no hall da secretaria, localizada no Centro de Rio Branco, a solenidade de abertura da 10ª edição da Mostra Seplag de Artes. A nova exposição é composta por obras do artista plástico acreano Raimundo Ribeiro Mendes, conhecido popularmente como Dim, com o tema Pinceladas de Artes.

10ª edição da Mostra Seplag de Artes Foto: Decom Seplag

Dim é artista plástico e designer gráfico, trabalhou por muitos anos na imprensa acreana como programador visual e chargista. Suas pinturas são feitas com tinta acrílica e tinta óleo. É vencedor do prêmio de jornalismo José Chalub Leite, na categoria charge, possui menção honrosa no salão de humor internacional de Piracicaba, em São Paulo. Conta com dois livros publicados: A charge nossa de cada dia e O Acre em aquarela. Já realizou várias exposições individuais e coletivas, sendo a primeira delas no começo de sua carreira, em 1974, com o tema Amazônia: desmatar ou preservar, realizado na Universidade Federal do Acre (Ufac).

Durante a solenidade, o diretor de gestão interna da Seplag, Pedro Brilhante, reafirmou o compromisso da secretaria com a arte e parabenizou a iniciativa de inserir cultura no ambiente de trabalho: “Quero parabenizar o artista e os realizadores da mostra por montarem mais uma exposição bem-sucedida”.

Na oportunidade de sua fala, Dim agradeceu o espaço cedido pela Seplag para a realização das exposições, bem como o secretário Ricardo Brandão, pela iniciativa, e salientou que “não podemos apenas trabalhar, o ser humano também precisa consumir arte, consumir cultura”.

A Mostra Seplag de Artes é uma iniciativa do Departamento de Comunicação (Decom) e do Departamento de Humanização (Dehum) da Seplag, e estará em exposição no hall do Palácio das Secretarias, localizado na Avenida Getúlio Vargas, 232 – Centro. Todas as obras expostas encontram-se também disponíveis para aquisição.