últimas festividades

Semulher encerra atividades do Mês da Mulher em Brasileia

Para encerrar as atividades do Mês da Mulher, a Secretaria de Estado da Mulher (Semulher), por meio do Centro Especializado de Atendimento à Mulher do Alto Acre (CEAMAA), realizou na manhã desta quarta-feira, 27, em Brasileia, a caminhada pela vida de todas as mulheres. O evento, que teve concentração na sede do CEAMAA, reuniu estudantes e autoridades locais e buscou, principalmente, conscientizar a população quanto à necessidade de mais políticas públicas para mulheres, bem como o enfrentamento a todo tipo de violência de gênero.

Concentração da caminhada ocorreu na sede do CEAMAA, em Brasileia. Foto: Raylanderson Frota/Secom

A secretária de Estado da Mulher, Márdhia El-Shawwa Pereira, reiterou a importância da pasta se fazer presente em todas as regiões do estado. “Esta ação no Alto Acre encerrou as atividades relativas ao Mês da Mulher, sendo que esta caminhada ocorreu tanto em Rio Branco quanto em Cruzeiro do Sul, já que fazemos um trabalho coordenado com os Centros Especializados de Atendimento à Mulher (Ceams). Foi de suma importância a participação popular para darmos o recado quanto aos direitos da mulher, reforçando o compromisso do nosso governo com todas as mulheres”.

Uma das estudantes que participaram do ato foi Camila Aguiar, que reiterou a importância da ação. “As mulheres têm o direito de serem respeitadas, de conhecer sobre os diversos tipos de abuso. Sei que há pessoas que acham que mulheres devem apenas trabalhar em serviços domésticos, mas eu acho que toda profissão é linda”, acrescentou, evidenciando uma profissão em especial: “Eu acho lindo ver uma mulher policial. Isto mostra que podemos estar em todos os lugares”.

Ação reuniu estudantes e representantes da causa em Brasileia. Foto: Raylanderson Frota/Secom

A coordenadora do CEAMAA, Elizabeth de Araújo, enfatizou o quanto atividades como a realizada nesta quarta-feira são importantes para o aprendizado da sociedade. “Queremos cada vez mais combater a violência contra as mulheres. Infelizmente, sabemos que esta é uma realidade muito comum no Acre. Hoje pudemos mostrar a força das mulheres”, disse, relembrando que qualquer mulher do Alto Acre pode buscar apoio no CEAMAA: “Procurando-nos, toda mulher pode ter acesso à psicóloga, assistência social e assessoramento jurídico. Lá, todas serão bem acolhidas”.

A atividade contou com a participação da equipe da Patrulha Maria da Penha, que, durante o evento, abordou o trabalho realizado pelos policiais militares de Rio Branco, Acrelândia, Senador Guiomard, Sena Madureira, somando 25 policiais para finalizar uma operação nacional que durou todo o mês de março. “Finalizamos aqui, neste evento, com a ideia de levar à população a consciência quanto à violência doméstica. Este não é apenas um assunto para março, mas para ser realizado ao longo de todo o ano”, finalizou a subtenente Francineide Brito.