Segurança pública investe na melhoria do sistema prisional

Representantes da Sesp reunidos em Brasília (Arquivo Sesp)
Representantes da Sesp reunidos em Brasília (Foto: Arquivo Sesp)

Uma das propostas da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) para o próximo ano é aumentar a qualidade dos serviços prestados à comunidade carcerária. O processo já está em andamento desde o final de novembro, quando representantes da Sesp e do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen) foram a Brasília em busca de recursos para a próxima gestão.

A iniciativa partiu do secretário de Segurança Pública, Reni Graebner, com o objetivo de ampliar os serviços oferecidos pelo sistema carcerário, por meio das linhas de financiamento oferecidas pelo Ministério da Justiça. A proposta é aumentar a segurança e estabelecer melhores condições de vida aos reeducandos, bem como aos agentes penitenciários. Ainda, investir na ampliação das unidades carcerárias, capacitação das pessoas privadas de liberdade e na aquisição de equipamentos de segurança.

 “É importante manter esse vínculo com o governo federal, pois é quem financia nossos principais projetos, tanto na área de presídios, quanto na área de segurança pública, questões relativas às fronteiras, polícia comunitária e programas contra drogas, entre outros”, destaca a diretora de Inteligência da Sesp, Alieth Gadelha.

Na visita, também foi apresentado ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen), o novo diretor-presidente do Iapen, Martin Hessel. “Essa apresentação foi fundamental para iniciarmos o processo de busca de investimentos para o sistema prisional. Com o desenvolvimento de projetos, vamos melhorar a infraestrutura, segurança e aumentar o número de vagas para a melhor qualidade de vida dessas pessoas”, afirma.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest