Saúde supervisiona qualidade da água consumida pela população

A qualidade da água para consumo humano dever ser objeto de controle e vigilância (Foto: Júnior Aguiar)

A água utilizada para consumo humano é um bem essencial que garante saúde e qualidade de vida à população, quando distribuída em quantidade suficiente e com qualidade que atenda ao padrão de potabilidade estabelecido na legislação vigente.

O Programa Nacional de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Vigiagua), estruturado a partir dos princípios do Sistema Único de Saúde (SUS), desempenha um papel fundamental para garantir o cumprimento desses critérios.

 

“Importante ressaltar que água para consumo humano é toda aquela utilizada para ingestão, preparação e produção de alimentos e para higiene pessoal, independente de sua origem”, explicou a coordenadora do Vigiagua na Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre), Debora Toscano.

É de responsabilidade dos municípios coletar amostras de água mensalmente, que são analisadas no Laboratório Central de Rio Branco (Lacen). A análise da água coletada leva em consideração se a amostra apresenta coliformes fecais, a turbidez e a quantidade de cloro presente.

“Caso o resultado da análise não esteja dentro do que preconiza a portaria, os técnicos do programa responsáveis pela coleta informam ao Depasa, para que o problema seja corrigido”, assegurou Débora.

Além da análise da água fornecida à população, o programa também trabalha para que os direitos assegurados ao consumidor sejam mantidos.