Prisões Livre de Turbeculose

Saúde participa de oficina regional do projeto “Prisões Livres de Tuberculose”

Na última semana, representantes da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) participaram de uma oficina do projeto “Prisões Livres de Tuberculose”, coordenado pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), e realizado na cidade de Porto Velho/RO.

“O objetivo do evento foi à construção de um plano de trabalho para às ações estaduais e municipais pertinentes as atividades do projeto nas unidades prisionais e também para a definição de fluxos e procedimentos locais para o controle da tuberculose no sistema prisional, incluindo ainda as questões relacionadas à oferta da atenção básica”, explica o chefe do Departamento de Atenção Primária, Políticas e Programas Estratégicos (DAPE) da Sesacre, Luiz Figueiredo.

Representantes da Sesacre durante a oficina (Foto: Cedida)

Durante a oficina foi elaborado o plano da região Norte com base em metas e compromissos estaduais sobre a saúde em prisões com foco na tuberculose e na coinfecção de tuberculose e HIV.

Sua construção é compartilhada entre as secretarias municipal e estadual de saúde, secretaria de administração penitenciária e também com os apoiadores institucionais do projeto, tendo a supervisão técnica da equipe do Departamento Penitenciário Nacional, Ministério da Saúde e Fiocruz.

“Para elaboração do plano foi estabelecido um método de produção de conhecimento e de trabalho, visando à organização, qualidade e efetividade de forma transversal da gestão do projeto. Durante a oficina regional foi analisado cada plano de trabalho construído no intuito de atingir o alinhamento das ações com o planejamento pelo governo federal”, acrescenta Luiz.

Representando a Sesacre participaram a chefe do Núcleo de Infecções Sexualmente Transmissíveis e responsável técnica pelo Programa Estadual de Controle da Tuberculose, Elcenira Farias; o chefe do Departamento de Atenção Primária, Políticas e Programas Estratégicos (DAPE) da Sesacre, Luiz Carlos Figueiredo.

Também estiveram presentes representantes da Secretaria Estadual Penitenciária, a gerente de Saúde do Iapen, Ingrid Suárez e a médica Belkis  Caridad Hernández, apoiadora institucional do projeto.