Evento em Tarauacá discute potencialidades da pecuária de corte na região

Pecuaristas, pesquisadores, técnicos do setor do agronegócio e estudantes participaram durante todo o sábado, 28, do 1º Seminário de Agronegócio de Tarauacá, realizado no auditório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (Ifac) do município e que teve como tema principal a Pecuária de Corte na região. 

O evento foi organizado pelo Laboratório de Solos da Universidade Federal do Acre (Ufac), em parceria com o governo do Estado, por meio da Secretaria de Produção e Agronegócio (Sepa), e com a cooperação da Direção-Geral do Campus do Ifac e do Curso Superior de Gestão em Agronegócio.

Evento teve palestras de pesquisadores e empresários do setor (Foto: cedida)

Durante todo o dia, os participantes fizeram uma ampla discussão sobre os desafios e potencialidades da pecuária no Acre, principalmente na região de Tarauacá, contando com palestras como fertilidade e manejo do solo, do doutor Elizio Frade Junior, docente da Ufac; suplementação de bovinos de corte e qualidade da carcaça, da doutora Bruna Laurindo Rosa; ferramentas de gestão na pecuária de corte, do engenheiro agrônomo João Carlos Araújo; e as novas perspectivas da pecuária e do agronegócio no Acre, ministrada por José Teles de Oliveira, pecuarista e empresário do setor.

Representado o governo do Estado, o médico veterinário Ademir Júnior, do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Acre (Idaf), falou sobre as áreas de atuações e ações do Instituto, e sobre o planejamento para tornar o Acre zona livre de febre aftosa sem vacinação até o final do ano, o que possibilitará a abertura de mercados de exportação da carne produzida no Acre para países como Peru, Chile, Estados Unidos e Emirados Árabes.

Fechando o evento, a gestora Cemilla Carmo, da Sepa, falou sobre as perspectivas do crescimento do agronegócio no Acre com a criação da Amacro, a nova fronteira agropecuária do Brasil formada pela união dos estados do Amazonas, Rondônia e Acre, além da implementação de novas políticas de produção e desenvolvimento a partir um novo modelo de gestão que integra recursos e ações do Estado e iniciativa privada.

Para o diretor do Curso Superior de Gestão em Agronegócio do Ifac em Tarauacá, Tayson Ribeiro Teles, o seminário foi muito importante para entender o atual contexto da pecuária no Acre. “Conseguimos falar com todos os setores da cadeia produtiva da pecuária, trazendo informações e análises que certamente irão contribuir para o planejamento e construção de políticas de crescimento para a pecuária na região do Juruá”, destaca.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest