transporte aeromédico

Samu e Ciopaer realizam o resgate de criança indígena em Assis Brasil

A viagem durou cerca de uma hora de Assis Brasil até a capital acreana

O governo do Acre, por meio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), em parceria com o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), realizou na manhã desta quinta-feira, 24, o resgate de uma criança indígena no município de Assis Brasil, na Aldeia Peri, do Povo Manchineri.

O garoto foi transportado por via aérea, pelo helicóptero Harpia 03, até o heliporto do Pronto-Socorro de Rio Branco, na capital. O garoto se acidentou ao cair de uma árvore alta, sofrendo lesão com perfuração no testículo e um ferimento leve no abdômen.  

Copiloto da operação, o agente de Polícia Civil Alexandre Magalhães explicou que a utilização do helicóptero torna a remoção aeromédica viável. “Em localidades isoladas outros meios de transporte são difíceis por questões geográficas e o veículo aéreo encurta a distância. Como se trata de situação de urgência, o helicóptero é de vital importância”, avalia.

O acionamento da equipe é quase que instantâneo, o atendimento rápido é essencial em casos urgentes. Foto: cedida

A equipe do Samu conta com profissionais especialistas em atendimentos, transportes e resgates aeromédicos, que possuem conhecimentos importantes em situações de urgência e emergência.

“Temos um corpo clínico de plantão 24h por dia, que atende o transporte aeromédico durante o dia para ir até locais de difícil acesso. Atendemos desde acidentes na rodovia BR-364 até populações ribeirinhas em localidades que não temos aeroportos para aeronaves de asa fixa, então acionamos o helicóptero para atender a necessidade das vítimas que são acometidas pelas urgências e emergências”, destaca Pedro Pascoal, coordenador do Samu.

As profissionais do Samu – Bruna Farias, médica pediatra emergencista, e Thais Daher, enfermeira especialista em transporte e resgate aeromédico – garantiram celeridade à operação e estabilidade do quadro da criança até o pouso em Rio Branco, onde irá passar por avaliações urológicas para detectar o grau das lesões sofridas.