Rio Iaco atinge cota de transbordamento, mas afluentes dão sinais de vazante

As chuvas típicas do mês de janeiro já começam a alterar o nível dos rios no Acre. Por enquanto, a situação mais preocupante é em Sena Madureira onde o nível do Rio Iaco está em 15,29 metros, nesta terça-feira, 6, ultrapassando a cota de transbordamento que é de 15,20. De acordo com a Defesa Civil Estadual, três famílias moradoras do bairro Praia do Amarilho, foram removidas, uma está em abrigo público e as outras em casas de parentes.

O coronel Batista, coordenador estadual da Defesa Civil explica que embora tenha previsão de chuva para os próximos dias, os afluentes do Rio Iaco apresentam sinal de vazante.

“O Rio Caeté, principal afluente do Iaco, apresentou sinais de vazante, nesta terça-feira. Então, mesmo que continue chovendo, nos próximos dias, nós temos que aguardar a mudança no nível dos afluentes”, explica.

Em Rio Branco, o Rio Acre está subindo. Segunda-feira, 5, ele estava com 8,56 metros, subindo para 9,86 metros, nesta terça-feira. Em Xapuri o nível das águas também subiu, no mesmo período, de 9,17 para 9,33. Em Assis Brasil e Brasileia o Rio Acre apresenta sinais de vazante, medindo respectivamente, 4,55 metros e 5,84 metros.

O Rio Juruá, que na segunda-feira media 11,38 metros, desceu para 10,94. A Defesa Civil Estadual segue com a rotina de monitoramento diário do nível dos rios acreanos, e mantém um plano de contingência para atender as demandas.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest