Remédios com até 90% de cura da hepatite C serão ofertados pelo SUS

Os pacientes portadores de hepatites virais que são acompanhados pelo Serviço de Assistência Especializada (SAE) do Hospital das Clínicas (HC) de Rio Branco participaram na terça-feira, 21, de uma reunião com o coordenador nacional do programa DST/Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde (MS), Fábio Mesquita, que veio ao Acre para anunciar o lançamento do novo protocolo de hepatite C.

2 - Hepatite - paciente

 

 

 

 

 

 

 

 

Também participaram o secretário de Estado de Saúde, Armando Melo, o deputado estadual Heitor Junior, médicos infectologistas, representantes da Associação dos Portadores de Hepatites do Acre (Apoac) e da Coordenação Estadual de DST/Aids e Hepatites Virais, e familiares dos pacientes. A reunião ocorreu no auditório do HC.

Os novos medicamentos estarão disponíveis pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em outubro, garantindo mais qualidade de vida e conforto, além de aumentar a chance de cura em 90%, diminuindo, assim, o tempo de tratamento.

“A cura para a hepatite C é um sonho compartilhado por várias pessoas. A possibilidade de proporcionar aos pacientes um tratamento livre de todas as intercorrências que o antigo medicamento ocasionava é uma grande satisfação para nós e para o governo do Estado. A melhor notícia é saber que o Acre vai ter prioridade na entrega desses medicamentos”, disse Armando Melo.

Para saber se podem tomar os medicamentos, os portadores da doença devem passar por uma série de exames. A aposentada Francisca da Silva, 63 anos, aguarda pelos resultados.

“Estou fazendo o tratamento com a antiga medicação. Espero que dê tudo certo, não só para mim, como para todos que têm a doença e que possam ter acesso a esse novo remédio, que promete diminuir o tempo do tratamento”, contou Francisca.

De acordo com Fábio Mesquita, vários são os benefícios da nova medicação: “Diminuição dos efeitos colaterais e do tempo de tratamento, que durava cerca de dois anos, para 90 dias, e mudança na forma de aplicação de via injetável para oral são apenas alguns dos benefícios”, garantiu.