Reeducandas participam de atividade cultural dentro da penitenciária

O grupo Moças do Samba se apresentou nesta terça-feira, 28, na Unidade Penitenciária Feminina da Capital (Foto: Janaína Lima)
Grupo Moças do Samba se apresentou nesta terça-feira, 28, na Unidade Penitenciária Feminina da capital (Foto: Janaína Lima)

O Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), em parceria com o grupo Moças do Samba, realizou na manhã de terça-feira, 28, uma roda de samba no interior do espaço educacional da Unidade Penitenciária Feminina de Rio Branco. A atividade é parte do Projeto Feminina Voz do Samba, encampado pelo grupo Moças do Samba, realizado com recursos advindos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

O evento contou com a apresentação de sambas consagrados pela música brasileira, e entre a execução das músicas foi contada a trajetória da mulher no samba brasileiro. Ao final da atividade, foi aberta discussão a respeito da atuação da mulher no samba no país.

Para a professora de língua portuguesa Silvania Martins, a atividade contribui com o processo de aprendizagem das alunas. “Elas puderam conhecer um pouco da história do samba no Brasil, principalmente no que diz respeito à inserção das mulheres nesse espaço de cultura, pois antes as rodas de samba eram compostas apenas por homens, por uma questão de preconceito”, destacou.