balanço

Redução de homicídios no Acre em 2023 revela estratégia eficiente das forças de segurança

Um relatório recente sobre Mortes Violentas Intencionais (MVI), apresentado pelo Departamento de Inteligência da Polícia Civil do Acre (PCAC), revelou uma redução nos casos de homicídios no estado, comparando os dados de 2022 e 2023. Segundo o relatório, houve uma queda de 8,25% nos casos de homicídios registrados em todo o estado no último ano.

Análise de dados do relatório sobre mortes violentas destaca uma redução significativa nos casos de homicídio em 2023. Foto: Assessoria/ PCAC.

O relatório detalha que, em julho de 2023, houve 26 mortes violentas, das quais cinco ocorreram no Presídio Antônio Amaro Alves, em Rio Branco. Esses dados são categóricos para compreender a dinâmica da criminalidade no estado e orientar estratégias de combate ao crime.

O delegado de polícia e diretor do Departamento de Inteligência, Nilton Boscaro, destacou a importância desse trabalho minucioso e estratégico, enfatizando que relatórios como este permitem que as forças de segurança tracem planos mais eficazes no combate à criminalidade.

Relatório servirá como base fundamental para o planejamento estratégico das autoridades no enfrentamento ao crime e na proteção da população acreana. Foto: Assessoria/PCAC.

“Essa redução nos casos de homicídios é fruto de um trabalho árduo e estratégico realizado pelas equipes de segurança do Estado. Nosso objetivo é sempre buscar formas de prevenir e combater a criminalidade, e esses dados nos mostram que estamos no caminho certo”, enalteceu Boscaro.

O relatório revela que, no Acre, houve 206 homicídios em 2022, reduzindo para 189 em 2023.

Quanto aos métodos utilizados nos homicídios, a arma de fogo foi a mais comum, representando 61% dos casos, seguida pela arma branca, com 24%. A maioria das vítimas tinha entre 18 e 39 anos, totalizando 127 homicídios, o que representa 67,19% do total em 2023.

Equipes de segurança do Acre coordenam esforços para combater à criminalidade, como evidenciado pelo delegado-geral de polícia, cujo compromisso com a segurança pública é refletido nos resultados positivos apresentados no relatório. Foto: Assessoria/PCAC.

“Os números apresentados no relatório refletem o compromisso das nossas forças de segurança em proteger a população do Acre. A redução nos casos de homicídios demonstra que nossas estratégias estão surtindo efeito, mas sabemos que ainda há muito trabalho a ser feito. Vamos continuar investindo em inteligência, tecnologia e capacitação para fortalecer ainda mais o combate ao crime em nosso estado. Agradeço o empenho de todas as equipes envolvidas nesse trabalho e reitero nosso compromisso com a segurança pública”, destacou o delegado-geral da Polícia Civil do Acre, Henrique Maciel.

Os registros de tentativas de homicídio também apresentaram uma redução, caindo de 432 em 2022 para 375 em 2023, uma queda de 14,38%. Quanto aos crimes de latrocínio, o relatório destaca o menor índice em 2023, com apenas quatro registros, enquanto o feminicídio teve um aumento discreto, com 9 casos em 2022 e 10 em 2023.

Esses dados refletem os esforços coordenados das forças de segurança do Acre na redução da violência e no aumento da segurança pública no estado. O relatório servirá como base fundamental para o planejamento estratégico das autoridades no enfrentamento ao crime e na proteção da população acreana. Para visualizar os dados acesse o link.