Quinzena da Mulher Negra discute políticas afirmativas para a população negra

 

Várias instituições se reúnem na programação da Quinzena da Mulher Negra ( Foto: Edna Medeiros/Secom)
Várias instituições se reúnem na programação da Quinzena da Mulher Negra ( Foto: Edna Medeiros/Secom)

Para divulgar e debater sobre as políticas afirmativas voltadas para a população negra, iniciou-se na manhã desta quinta-feira, 16, a III Quinzena da Mulher Negra no Acre.

Nos próximos dias, o governo do Estado, por meio das Secretarias de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e de Políticas para as Mulheres (SEPMulheres), em parceria com a prefeitura de Rio Branco, pretende refletir, sensibilizar e pensar políticas públicas voltadas para esse público.

A abertura do evento foi no auditório da prefeitura de Rio Branco. A quinzena é alusiva ao Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, comemorado em 25 de julho. A data é um marco internacional da luta e resistência da mulher negra contra a opressão de gênero, o racismo e a exploração de classe.

Uma extensa programação foi pensada para os próximos dias. Na agenda constam uma mesa-redonda com jornalistas, representações e figurações das mulheres negras nos meios de comunicação. As discussões começam a partir das 17 horas, no auditório da prefeitura de Rio Branco.

A chefe do Departamento de Promoção de Igualdade Racial e Diversidade Religiosa da Sejudh, Almerinda Cunha, lembrou que a iniciativa pretende evidenciar a situação desfavorável da mulher negra e reverter a imagem negativa que a mulher negra tem na mídia social.

A secretária Adjunta de Mulheres, Selma Neves, salientou que a iniciativa servirá também para celebrar as conquistas obtidas ao longo dos anos. “Hoje temos governos sensíveis às causas das mulheres com a promoção de políticas públicas que venham ao encontro das necessidades das mulheres nas mais diversas áreas”, destacou.

Como parte da programação, a SEPMulheres vai realizar no próximo dia 30 a conferência temática para discutir as políticas públicas voltadas para as mulheres negras.

Neste ano, além da celebração do Dia das Mulheres Negras, o foco será também a década Afro Descendente 2015/2024, instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Para esta sexta-feira, 17, estão programados a Exposição Fotográfica “Mulheres Negras de Rio Branco”, no hall da Fundação Hospitalar de Rio Branco,  o 3º Encontro de Mulheres Negras de Epitaciolândia, no auditório do Sinteac, e o 5º Encontro de Mulheres Negras de Xapuri, no Cedup.