Projeto Pacificar se expande para acadêmicos em Rio Branco

A proposta é criar núcleos de conciliações nas regionais de Rio Branco com estagiários e um pacificador do próprio Projeto (Foto: Marcelo Torres/Sesp)
A proposta é criar núcleos de conciliações nas regionais de Rio Branco com estagiários e um pacificador do próprio Projeto (Foto: Marcelo Torres/Sesp)

No fim da tarde desta quarta-feira, 21, a equipe do Projeto Pacificar esteve na Faculdade da Amazônia Ocidental do Acre (FAAO), apresentando as diretrizes do projeto aos acadêmicos do terceiro ao quinto período dos cursos de Direito, Psicologia e Serviço Social.

O Projeto Pacificar é uma iniciativa da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Acre que tem por finalidade a mediação e a conciliação de conflitos com vistas em solução pacífica e extrajudicial.

Em 2016 o projeto completou um ano, com mais de 250 audiências de conciliações realizadas em Rio Branco, como explicou o secretário adjunto de Integração Social da Segurança Pública, Vanderlei Thomas. “A ideia é, a partir de agora, buscar parcerias de estágio para criar um núcleo de conciliadores em todas as delegacias da capital”, informou.

De acordo com a coordenadora do projeto, delegada Lúcia Jaccoud, é pela atenção dada aos pequenos conflitos que se busca valorizar o diálogo, empoderar as pessoas e transformar situações que poderiam evoluir para crimes mais graves. “Apostamos na cultura da paz e na prevenção como forma de buscar o controle e a redução da violência e da criminalidade”, destacou.

Para a acadêmica em Psicologia Janete Freitas, essa é uma boa experiência curricular, que ajuda as pessoas a chegarem a um denominador comum em seus conflitos. “Esse projeto deve servir de exemplo aos demais municípios do estado”, diz.