atenção especializada

Programa Melhor em Casa realiza atividades lúdicas para pacientes em homenagem ao Dia das Crianças

Em comemoração ao Dia das Crianças, gestos de carinho marcaram esta quinta-feira,13, em mais de quatro bairros de Rio Branco. O governo do Acre, por meio da equipe do programa Melhor em Casa, serviço de atenção domiciliar em saúde, levou brinquedos e guloseimas para 25 crianças atendidas pelo sistema de hospital-casa.

Equipe do Melhor em Casa em visita à menina Sarah, deitada no berço. Foto: Pedro Devani/Secom

Com ações integradas, os profissionais da Saúde garantem, com o programa, a continuidade do cuidado e a atenção especializada para os pacientes que possuem problemas de locomoção ou alguma dificuldade física. O Melhor em Casa é desenvolvido em Rio Branco, garante a assistência à saúde e colabora para a diminuição dos riscos de infecções, já que o paciente assistido está longe do ambiente hospitalar.

Profissionais com Gael e sua avó. Foto: Pedro Devani/Secom

“Essa data é especial, traz um momento lúdico, em que os profissionais se fantasiam com personagens do mundo infantil”, disse a coordenadora do programa Jomara Nascimento.

Jomara ainda destaca que foram levados kits com brinquedos, itens de higiene e algumas guloseimas para as crianças que podem consumir doces.

Equipe do Melhor em Casa realizou as visitas caracterizada com figurinos do universo infantil. Foto: Pedro Devani/Secom

As crianças que receberam a visita da equipe são dos bairros do Polo Benfica, Cidade do Povo, Recanto dos Buritis e das regiões do Calafate e Sobral. O projeto também tem vínculo com a Fundação Hospital do Acre (Fundhacre) e o Hospital de Urgência e Emergência (Huerb).

Ariana Paiva e uma de suas gêmeas, Maria Lavigne. Foto: Pedro Devani/Secom

“Essa foi a saída pra voltar pra casa. Eu passei dez meses no hospital e esse programa foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida”, enfatizou Ariana Paiva, mãe de Maria Sarah, que teve uma sequela oriunda do parto, e de Maria Lavigne.

Emocionada, a mãe das gêmeas completou três meses no programa e relatou: “A equipe acolheu muito bem a Maria Sarah. Todos os profissionais examinam, olham a saturação e dão atenção para Sarah, o tratamento é maravilhoso”.

Gael no colo de sua avó. Foto: Pedro Devani/Secom

Atualmente, o programa Melhor em Casa conta com 11 profissionais e atende 53 pacientes, sendo 25 crianças.

Além de Sarah, que faz uso de ventilação mecânica, há também a Agatha Sales, que é traqueostomizada. A menina já está no programa há cinco anos.

“Minha filha tem fisioterapeutas, médicos e enfermeiras que estão acompanhando a gente. Todos são muito eficientes, e o programa facilita a nossa vida”, relatou Melissa Sales, mãe de Agatha.

Equipe do serviço de atenção domiciliar Melhor em Casa. Foto: Pedro Devani/Secom

O Melhor em Casa do Acre irá completar dez anos no início de novembro, e representa um avanço para o sistema público de saúde do Estado.