Programa Formação I versão 2008 é lançado em Rio Branco

Parceria entre Governo do Estado e prefeitura de Rio Branco beneficia 360 jovens com diversos cursos

Com objetivo de oferecer qualificação profissional para jovens de baixa renda, foi lançado nesta terça-feria, 19, no auditório da Escola Armando Nogueira, o programa Formação I, uma parceria entre a Prefeitura de Rio Branco, através da Coordenadoria Municipal de Juventude, e o Governo do Estado, por meio do Instituto Dom Moacyr.

Ao todo, 360 jovens estão sendo beneficiados com os cursos de Manutenção de Computadores, Panificação de Massas, Eletricista Predial, Mecânica de Motocicletas, Corel Draw, Corte e Costura, Corte e Escova, Web Design e Automação Comercial, entre outros.

Em busca de qualificação profissional, o educando de Web Design Tiago Acácio sonha com o dia em que será inserido no mercado de trabalho. “Estou feliz por fazer parte de uma seleta gama de pessoas que está tendo a oportunidade de ser qualificada pelo Instituto Dom Moacyr”, afirma.

Os jovens, que lotaram o auditório da Escola Armando Nogueira, tiveram a oportunidade de assistir a um vídeo com imagens dos educandos e das ações desenvolvidas por eles na primeira versão do Formação I, como a recuperação dos pontos de ônibus em diversos bairros de Rio Branco.

O coordenador Municipal de Juventude, Oteniel Almeida, que foi educando do Formação I, ressaltou a importância de programas como esses. Para ele, a iniciativa oferece a oportunidade para os jovens promoverem intervenções sociais tendo como base a formação profissional.

Para a gerente de Projetos do Setor de Inclusão Social do Instituto Dom Moacyr, Mara Lima, o mercado de trabalho tem vagas, mas exige bons e qualificados profissionais. "Que bom que todos os jovens atenderam o chamado para serem preparados para o mundo do trabalho. Eles estão em boas mãos, pois a equipe do Centro de Educação Profissional em Serviços Campos Pereira tem feito a diferença na vida de muitas pessoas que buscam qualificação profissional em nosso Estado”, diz.

O secretário Municipal de Governo, José Fernandes do Rêgo, chamou a atenção dos jovens para a globalização do trabalho. Segundo ele, o Acre necessitava de políticas públicas voltadas para a juventude. “A implantação do Formação I é o primeiro passo nesse sentido. Para que o Estado cresça, é necessário que tenhamos mão-de-obra competente. Num futuro bem próximo poderemos contar com esses jovens para atuar no mercado de trabalho”, conclui.