Programa de Aquisição de Alimentos vai beneficiar portadores de hepatites

Reunião discute apoio da produção, por meio do PAA, aos portadores de hepatites do Acre (Foto: Leônidas Badaró)
Reunião discute apoio da produção, por meio do PAA, aos portadores de hepatites do Acre (Foto: Leônidas Badaró)

Na tarde desta segunda-feira, 28, o secretário de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof), Glenilson Figueiredo, recebeu a presidente da Associação dos Portadores de Hepatites do Acre (Aphac), Elza Mendonça, e o deputado estadual Heitor Júnior.

O objetivo do encontro foi discutir a possibilidade de apoio do governo do Estado aos portadores da doença no Acre, via ingresso da entidade no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

A Aphac tem cadastrados mais de quatro mil pessoas apenas em Rio Branco. Elza afirma que a falta de informação sobre a doença ainda é um dos grandes desafios enfrentados pela entidade. “A conscientização é uma das principais armas de combate às hepatites. O que nós fazemos é exatamente isso: levar informações à sociedade sobre o tratamento precoce, sobre como evitar e tratar a doença.”

O deputado estadual Heitor Júnior, que já foi presidente da entidade, lembra que a Aphac tem 24 anos de existência e que os alimentos distribuídos pelo PAA são fundamentais para quem é portador de algum tipo de hepatite, por causa da restrição alimentar imposta pela doença. “Hoje temos um número muito grande de portadores que precisam desse tipo de alimento. São frutas, verduras e legumes que podem ajudar a salvar muitas vidas. Por isso, estamos muito ansiosos para concretizar essa parceria.”

O gestor da Seaprof, Glenilson Figueiredo, falou sobre a possibilidade de o programa ajudar a entidade. “O PAA ajuda as entidades sem fins lucrativos, principalmente ligadas à educação e à saúde. A Aphac se enquadra, e caso atenda todas as exigências do programa será um prazer ajudar as pessoas que tanto precisam”, destaca Figueiredo.