Profuncionário valoriza servidor não docente da Educação

Programa promove habilitação técnica na área de gestão e alimentação escolar a 735 servidores

curso_educacao_060309_2.jpg

Secretária de Educação, Maria Corrêa, destacou a importância de valorizar os servidores das escolas (Foto: Ângela Peres/Secom)

Eles estão todos os dias na escola, mas a maioria há muito tempo parou de estudar. Auxiliares administrativos, técnicos, merendeiras participaram na manhã desta sexta-feira, 6, da aula inaugural do Profuncionario, Curso Técnico de Formação para os Funcionários da Educação.

Em parceria com o governo federal, o Governo do Estado do Acre, por intermédio do Instituto Dom Moacyr, irá habilitar nesta primeira etapa 735 servidores nos municípios de Rio Branco, Brasiléia, Epitaciolândia, Plácido de Castro, Sena Madureira e Cruzeiro do Sul, com encontros sextas-feiras e sábados.

A auxiliar de secretaria Maria Luciane, da Escola João Aguiar, diz que está ansiosa para saber como será o curso, que tem carga de 1.260 horas divididas em eixos pedagógico e específico e prática profissional.

"Tínhamos um grande desafio, que era fazer com que nossa escola melhorasse. A escola deve ser um ambiente acolhedor. Nessa parceria construímos um belo projeto envolvendo agora todos os profissionais e não só os docentes. Os servidores vão adquirir mais conhecimento para desenvolver seu trabalho com mais propriedade", disse a secretária de Educação Maria Corrêa.

curso_educacao_060309.jpg

Nessa primeira etapa, são 735 servidores de cinco municípios que participam do treinamento (Foto: Ângela Peres/Secom)

O Governo do Estado desenvolve desde 1999 a política de valorização dos profissionais da Educação, que começou com a capacitação dos professores da zona rural e de ensino fundamental em parceria com o Ministério da Educação, da formação em ensino superior em parceria com a Universidade Federal do Acre (Ufac) e agora com o programa Profuncionário. Serão contemplados os servidores das áreas técnica e administrativa das rede municipal e estadual de ensino. A próxima etapa do programa será desenvolvida a partir do segundo trimestre de 2009. Além de conhecimento, os profissionais recebem adicionais financeiros e promoção de formação.

Jussara Bonfim do Nascimento, diretora da Escola Neutel Maia, fez questão de acompanhar de perto os quatro funcionários selecionados para participar do curso. "É muito bom ver profissionais querendo se aperfeiçoar, buscando conhecimento de forma voluntária. Estou aqui para dar apoio."

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest