protocolos

Profissionais do Lacen recebem treinamento sobre sequenciamento genético em Brasília

Cenas de cientistas analisando moléculas e realizando novas descobertas não podem ser vistas apenas em filmes. Diariamente, os profissionais de laboratório desempenham essas funções e, para isso, são necessárias atualizações, cursos e treinamentos. Uma das exigências surgidas a partir da pandemia é que as análises sejam tão rápidas quanto as mutações do vírus.

Profissionais realizam o treinamento durante toda esta semana, em Brasília. Foto: cedida

Por isso, nesta semana, Camilo Oliveira e Rutilene Souza, servidores do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre, o Lacen, estão em Brasília participando do 1º Treinamento da Rede Nacional de Sequenciamento Genético, buscando capacitação sobre os novos protocolos do sequenciamento genômico do SARS-CoV-2.

O objetivo é que sejam munidos de conhecimento teórico e prático para identificar novas variantes da covid-19, já que o sequenciamento de DNA, ou genômico, é um método que codifica a sequência de nucleotídeos que compõem o material genético humano.

O método é utilizado para identificação de microorganismos, estudos filogenéticos e evolutivos, clonagem gênica e reprodução, entre diversas aplicações. Para a coordenadora do Lacen, Janaína Mazaro, “a ação reforça o compromisso do Lacen e do Departamento de Vigilância em Saúde em prol da rede nacional de vigilância laboratorial dos vírus respiratórios”.