Organização

Polícia Militar do Acre recebe comando da 17ª Brigada e Inspetoria-Geral do Exército Brasileiro

Entre continências e saudações próprias das instituições militares, a Polícia Militar do Acre (PMAC) recepcionou na manhã desta quinta-feira, 13, no Quartel do Comando-Geral (QCG), em Rio Branco, o comandante da 17ª Brigada de Infantaria e Selva, general Flávio Mathias, e o representante da Inspetoria-Geral das Polícias Militares e dos Corpos de Bombeiros Militares (IGPM) do Comando Militar da Amazônia (CMA), coronel R1 José Rinaldo Oliveira. O objetivo é a realização da visita anual de orientação técnica à instituição acreana.

Na presença dos oficiais do Estado-Maior da PMAC, os visitantes do Exército Brasileiro (EB) e equipe puderam ter uma visão geral da situação atual da instituição, por meio de uma apresentação realizada pelo subcomandante-geral e chefe do Estado-Maior, coronel Atahualpa Ribera. Organização, efetivo, viaturas, equipamentos e material bélico, ensino e instrução, melhorias nos serviços de saúde e a criação da identidade visual foram alguns dos pontos abordados.

O subcomandante-geral da PMAC, coronel Atahualpa Ribera, fez a apresentação da situação atual da instituição. Foto: Douglas Barros

O coronel Atahualpa citou ainda as unidades que, recentemente, tiveram destaque em âmbito nacional, como os alunos do Colégio Militar Tiradentes, em competições de xadrez e robótica, e a Patrulha Maria da Penha, premiada com o selo de Boas Práticas do Fórum Nacional de Segurança Pública.

O coronel José Rinaldo Oliveira salientou as mudanças positivas realizadas nos últimos anos nas polícias militares da Região Norte. “É uma satisfação acompanhar esse processo evolutivo. Temos observado melhorias nos estados do Norte, principalmente em relação à operacionalidade. No Acre, não poderia ser diferente”, disse.

O oficial propôs parcerias para a realização de cursos e estágios operacionais oferecidos pelo EB, inclusive com opção de ensino a distância, principalmente nas áreas administrativas e de aquisições, bem como a abertura de seletivas para missões de paz da Organização das Nações Unidas (ONU).

Os militares do EB seguem as atividades programadas na capital no período da tarde, em visita ao Batalhão de Operações Especiais (Bope).