Plano de Contingência de combate à Covid-19 priorizará ações na saúde, segurança, ação social e economia

Durante a reunião para analisar o Plano de Contingência para o combate à Covid-19 no Acre, foram estabelecidas as prioridades de novas ações do Governo do Estado. Depois de apresentados os gráficos do crescimento da pandemia e os recursos hospitalares disponíveis, o governador Gladson Cameli estabeleceu quatro pontos principais para proteger a população dos efeitos da crise gerada pela doença.

Encontro aconteceu no escritório do governador, nesta terça, 28 Foto: Marcos Vicentti/Secom.

Entre as prioridades está o compromisso de não atrasar o pagamento dos servidores estaduais, para ajudar a economia. Serão feitos mais investimentos importantes na estrutura hospitalar da saúde para atender os contaminados. A ação social será outro pilar destacado para ajudar as famílias mais necessitadas. O reforço nas forças de segurança pública para manter a paz nos municípios acreanos também será considerado prioritário.

O encontro aconteceu no escritório do governador, nesta terça, 28. Estavam presentes o chefe da Casa Civil, Ribamar Trindade; o procurador-geral, João Paulo Setti; o secretário de Saúde, Alysson Bestene; a secretária de Comunicação, Silvânia Pinheiro; e a secretária da Fazenda, Wanessa Brandão. Além das equipes técnicas das respectivas pastas.

Compromisso de não atrasar salário de servidores foi uma das prioridades discutidas Foto: Marcos Vicentti/Secom.

Ao analisar o Plano de Contingência, que sofre constantes mudanças conforme as curvas de contágio se revelam, o governador Gladson Cameli anunciou mais cortes em despesas do governo.

“Vamos priorizar todas as ações na saúde e contingenciar todo tipo de despesas que não sejam necessárias no momento e possam ser postergadas para depois de passada essa crise. Vamos otimizar todos os recursos que temos para vencermos essa luta contra a pandemia,” afirmou.

Aumento significativo de testagem

Gladson lembrou ainda que o Estado aumentará a sua capacidade de testar possíveis infectados pelo coronavírus. Num primeiro momento, a verificação sairá de 50 para 200 testes diários, ainda essa semana. Consequentemente, os números oficiais de casos confirmados irão crescer nos próximos dias.

“Queremos passar a realidade para a nossa sociedade, informando a verdade daquilo que está acontecendo. As pessoas devem ter a consciência da gravidade da situação. Todos os colaboradores do Estado estão empenhados no combate à pandemia. No entanto, observo que muitos não estão conscientes do caos que esse vírus está causando no mundo. Cabe a mim como governador mostrar a real situação e nos prepararmos para diminuirmos a dor das pessoas”.

Flexibilização do “isolamento” para igrejas e comércios

Uma outra questão debatida na reunião foi a flexibilização do isolamento social. Existe a possibilidade da retomada de algumas atividades no próximo dia 4 de maio. Mas tudo dependerá dos números de infectados dos próximos dias e também da observação das normas de segurança para evitar novos contágios.

Existe a possibilidade da retomada de algumas atividades no próximo dia, mas tudo dependerá dos números de infectados dos próximos dias, segundo o governador Foto: Marcos Vicentti/Secom.

“Estamos empenhados analisando essa situação nesta semana. Teremos muito mais testes disponíveis para termos uma noção exata do número de infectados no Acre. Assim teremos uma base para vermos a progressão dos casos no estado. Dependendo da conclusão que chegarmos deveremos flexibilizar as normas de isolamento social no próximo dia 4. Mas, no caso da situação piorar, não teremos o menor problema em fecharmos de novo, caso necessário. Não adianta quererem politizar essa situação porque iremos sempre fazer as nossas análises com bases técnicas para preservarmos, sobretudo, a vida das pessoas”, ressaltou o governador Gladson Cameli.

 

Últimas notícias

Saúde 03/06/2020 - 12h16min

Nota Pública

enfrentamento da pandemia 03/06/2020 - 10h27min

Governo do Estado decreta ponto facultativo no dia 5 de junho

Medidas contra Covid-19 em Assis Brasil 02/06/2020 - 11h03min

Nota Pública