Penitenciária em Tarauacá passará por reformas e mudanças na diretoria

Nesta sexta-feira comissão da Secretaria de Segurança iniciou trabalho de reestruturação dentro da unidade penal e investigações de denúncias

A Secretaria de Segurança Pública do Acre  criou nesta sexta-feira, 13, comissão de sindicância para apurar denúncias de maus-tratos a três  homens detidos em operação policial de repressão ao tráfico de drogas em Tarauacá. A comissão é interinstitucional, com representante das Polícias Civil e Militar e do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen). Para maior segurança, os detentos envolvidos foram transferidos para o presídio de Cruzeiro do Sul.

De acordo com familiares, três dos seis detidos na operação teriam sofrido maus-tratos da polícia. "Tomamos conhecimento desse caso ontem (quinta-feira, 12) e hoje o secretário de Segurança criou a comissão para que tudo seja devidamente apurado", disse Leonardo Carvalho, presidente interino do Iapen.

Carvalho anunciou que ocorrerão mudanças na direção do presídio e que a unidade passará por uma ampla reforma nos próximos meses. A comissão de sindicância estará nesta sexta-feira em Cruzeiro do Sul e Tarauacá para iniciar as investigações. O prazo para conclusão dos trabalhos é de trinta dias prorrogáveis por mais trinta.