Parceria promove inclusão social de mulheres de baixa renda

Maria Rita Rodrigues pretende aumentar a renda familiar após a capacitação (Foto: Maria Meirelles/Secom)
Maria Rita Rodrigues pretende aumentar a renda familiar após a capacitação (Foto: Maria Meirelles/Secom)

Criada há mais de 15 anos, a Fundação Betel é uma ONG ligada à Igreja Assembleia de Deus que promove diversos trabalhos sociais no Vale do Juruá e Purus. Com sede em Sena Madureira, a instituição tem consolidado parcerias com o governo do Estado para atender adolescentes e mulheres em situação de vulnerabilidade social.

Na terça-feira, 7, a Secretaria de Pequenos Negócios (SEPN) entregou dois kits de salão e quatro máquinas de costura para a fundação. O investimento de R$ 7 mil tem o propósito de qualificar o grupo de mulheres atendido pela ONG. Além dos instrumentos, o Estado vai viabilizar os cursos de corte e costura e cabeleireira.

A dona de casa Maria Rita Rodrigues, 42 anos, pretende aumentar a renda familiar após a capacitação. “Com o curso vou ganhar meu dinheiro, ajudar a pagar as contas de casa, me profissionalizar e ensinar uma profissão para as minhas filhas”, declarou empolgada.

O grupo é composto por 280 mulheres de baixa ou nenhuma renda. Outros cinco kits de manicure também serão entregues à fundação. A parceria busca intensificar o trabalho de inclusão social de mulheres na região. A instituição também atende mais de 300 adolescentes com palestras sobre orientação sexual e cidadania.

A parceria beneficia mais de 200 mulheres de nenhum ou baixa renda (Foto: Maria Meirelles/Secom)
A parceria beneficia mais de 200 mulheres de nenhum ou baixa renda (Foto: Maria Meirelles/Secom)

Celso Gregório, presidente da Fundação Betel, destaca a importância da parceria: “É com muita alegria que recebemos estes kits, que serão responsáveis pela germinação de novas vidas para o bem. Juntos, vamos oferecer mais cidadania e oportunidade de trabalho à sociedade sena-madureirense”, disse.

Segundo o titular da SEPN, Henry Nogueira, a política de inclusão econômica é um dos instrumentos de transformação social. “Os equipamentos vão oportunizar que muitas mulheres tenham suas vidas transformadas. A geração de emprego e renda é uma das principais bandeiras desta gestão que acredita, fomenta e fortalece o empreendedorismo no povo acreano”.

Cerca de R$ 300 mil em pequenos negócios foram investidos em Sena Madureira, nos últimos anos. Ao todo, 140 empreendimentos foram implantados no município.