Uma das metas de planejamento da Saúde do Acre é a diminuição de filas de cirurgias. Com esse intuito, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), realizou nesta sexta-feira, 12, consultas de avaliação cirúrgica e agendamento de exames pré-operatórios para pacientes dos municípios de Acrelândia e Plácido de Castro. 

Foram atendidos 30 pacientes em Acrelândia e 30 em Plácido de Castro. Foto: Odair Leal/Sesacre

Foram atendidos 30 pacientes em Acrelândia e 30 em Plácido de Castro. Além do atendimento ambulatorial, foram agendados os exames de eletrocardiograma, raio-x, hemograma completo e a avaliação do risco cirúrgico. As cirurgias serão realizadas no Hospital Dr. Manoel Marinho Monte, em Plácido de Castro.

Chefe da regulação de cirurgias da Sesacre, Shirley Nascimento.

A chefe da regulação de cirurgias da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), Shirley Nascimento, explicou que os procedimentos serão realizados nos dias 27 e 28 de maio, com a previsão de 28 cirurgias de pacientes dos dois municípios. 

“O nosso trabalho é descentralizar esse tipo de serviço levando para o mais perto possível da população consultas, exames e cirurgias. A previsão é de 12 a 14 cirurgias eletivas ao dia, atendendo à demanda dos dois municípios”, destacou Shirley Nascimento. 

Cirurgião-geral Yotaro Camargo Suzuki em atendimento ambulatorial pré-operatório. Foto: Odair Leal/Sesacre

De acordo com o cirurgião-geral Yotaro Camargo Suzuki, a equipe desse mutirão de consultas e exames, formada por dois médicos e enfermeiros, avalia os pacientes e faz o diagnóstico se realmente há patologias e doenças cirúrgicas e se os pacientes estão aptos para o procedimento. 

“Nosso propósito nesses municípios é dar celeridade para os pacientes que estavam na fila de espera, preparando-os para que possam ser submetidos às cirurgias”, salientou. 

Pacientes 

Morador a mais de 40 anos da zona rural de Acrelândia, Eleutério Silveira, 61, trabalhador em seu sítio, precisará passar pela retirada de duas hérnias inguinais. Muito contente com o mutirão Opera Acre, falou da satisfação de poder ser atendido na sua cidade e realizar o procedimento que aguardava há algum tempo. 

Eleutério Silveira, 61, trabalhador rural de Acrelândia, paciente cirúrgico. Foto: Odair Leal/Sesacre

“Sou morador de Acrelândia. Quando cheguei aqui ainda era seringal. Estou feliz de poder resolver essa situação de saúde, que muito me atrapalha, e que a cirurgia ocorra mais próximo de casa”, relatou .

Já Juliana Sabino, 34, sofre desde 2008 com dores, em razão dos cálculos biliares (popularmente conhecido como pedras na vesícula). Mãe de um bebê de 3 meses e funcionária em um mercado da cidade, teve uma crise em janeiro e hoje pode comemorar a cirurgia marcada para ter sua saúde de volta. 

Juliana Sabino, 34, moradora de Acrelândia e paciente cirúrgica. Foto: Odair Leal/Sesacre

“Estou contente pelo atendimento e por poder fazer essa cirurgia, que me ajudará a ter minha saúde restabelecida para que, assim, eu possa tocar minha vida sem dores”, evidenciou Juliana.