cidadania

OCA Móvel encerra atividades do ano com mais de 7 mil atendimentos

Por Camila Gomes

Com o objetivo de estar mais próxima do cidadão acreano, a Organização em Centros de Atendimento (OCA) deu início ao projeto OCA Móvel em agosto, levando mais de 80 tipos de serviços para Rio Branco e alguns municípios do estado.

Comodidade da população e qualidade no atendimento são objetivos da OCA. Foto: Camila Gomes/OCA

A OCA Móvel esteve primeiro no Xavier Maia, quando os servidores atenderam, durante três dias de ação, 1.217 cidadãos na Escola Glória Perez. Depois, a nova unidade visitou mais 13 bairros da capital e quatro municípios.

Ao realizar a última jornada da OCA Móvel deste ano, na Escola Djalma Teles Galdinono, no Jorge Lavocat, foram contabilizados 7.014 atendimentos durante todo o ano. As principais demandas da população foram pelos serviços de identidade, CPF e cartório.

Para a coordenadora da OCA Móvel, Janaína Rodrigues, o projeto foi uma aposta certeira para facilitar o acesso do cidadão aos serviços da instituição. “Mesmo a OCA Rio Branco se encontrando no centro da cidade, não é fácil para alguns cidadãos chegarem até lá. A OCA Móvel é uma unidade facilitadora e tem mostrado aceitação do público acreano”, afirma.

A OCA tem contribuição de parceiros para levar serviços aos cidadãos. Foto: Camila Gomes/OCA

“O número de atendimentos superou nossas expectativas e ficamos felizes de ultrapassar nossa meta de estar próximo das pessoas, levando cidadania e comodidade. Ano que vem nosso objetivo é ampliar esse projeto com a aquisição de um ônibus equipado para os atendentes itinerantes, que já está em fase de licitação”, explica a diretora da OCA, Fran Britto.

Sobre a OCA Móvel

A unidade móvel percorre diversas localidades da capital e algumas do interior, levando mais de 80 tipos de serviços, como dos de acesso à justiça; de consulta de processos; de trabalhadores, servidores públicos, aposentados e pensionistas; de expedição de certidões e documentos; de demandas eleitorais e empresariais; de demandas referentes a energia elétrica, água e esgoto; referentes a saúde, imóveis, taxas e tributos.